O vencedor do Prêmio Nobel usa Bitcoin como exemplo de exuberância irracional

O professor de economia de Yale, Robert Shiller ganhou o prêmio Nobel por seu trabalho sobre bolhas. Em seu último livro intitulado "Irrational Exuberance" (Exuberância Irracional em tradução livre), ele usa o Bitcoin como um exemplo de um mercado que atingiu o ápice e entrou em colapso.

Shiller é creditado com o desenvolvimento das ferramentas de identificação que são consideradas vitais para escolher mercados espumantes e descobrir aqueles em uma bolha. Ele ajudou a criar índices para medir os preços dos imóveis e seu indicador de avaliação do mercado de ações, a relação preço/lucro corrigido cíclicamente ou o índice CAPE.

Perguntado sobre um exemplo do mundo real que tipificaria exuberância irracional ou uma bolha especulativa hoje, a resposta de Shiller era direta e simples: Bitcoin.

Falando à Quartz, Schiller explicou que é a história do Bitcoin que o faz acreditar nesta teoria.

A exuberante história do Bitcoin

Shiller explica como ele ouve sussurros sobre o Bitcoin em torno de Yale. Isso o faz pensar que isso é realmente uma bolha.

"O melhor exemplo agora [da exuberância irracional] é o Bitcoin. E acho que isso tem a ver com a qualidade motivadora da história de Bitcoin. E eu vi isso em meus alunos em Yale. Você começa a falar sobre Bitcoin e eles ficam entusiasmados! E eu penso, o que é tão emocionante? Você deve pensar como o pessoal de humanas. Qual é essa história de Bitcoin?"

"Começa com Satoshi Nakamoto. Ele nunca foi encontrado. Há uma boa qualidade de mistério para isso. E então ele tem essa ideia inteligente sobre criptomoeda e Blockchain e livros-razão públicos, e de alguma forma a idéia é tão poderosa que os governos nem conseguem detê-lo. Você não pode regular isso. Isso se encaixa com a angústia deste tempo da história.

"De alguma forma, o Bitcoin se encaixa e dá uma sensação de empoderamento: eu entendo o que está acontecendo! Eu posso especular e posso ser rico por entender isso! Esse tipo de solução é uma solução para a angústia fundamental".

Hype do Mainstream

Shiller comenta como o conhecimento das coisas era o verdadeiro ponto de partida das bolhas, mas não tanto no sentido atual de difundir a internet pela internet, mas também através da imprensa.

"A grande coisa que aconteceu não foi a Internet. Foi a imprensa. Gutenberg em 1400. Na verdade, não avançou até o final dos anos 1600. Foi então que começamos a ver bolhas", disse Shiller.

No entanto, muitos também acreditam que a adoção popular da Bitcoin e seu movimento para uma forma de investimento mais estabelecida estão sendo pressionados pela atenção da mídia. Além disso, é esse crescimento da popularidade que está fazendo crescer a moeda digital, ao invés de inflar sua bolha.

O movimento de crescimento do Bitcoin também é incompável ao da maioria das outras bolhas e, como tal, existe a crença de que esses métodos tradicionais apresentados por Shiller  possam estar errados.