Regulador da Nigéria da aviso contra cripto transações sobre elas não serem 'seguradas'

Nigerianos foram advertidos pelo Niger Deposit Insurance Corporation (NDIC) contra o uso de criptomoedas porque o Banco Central da Nigéria (CBN) não os reconhece como moeda legítima, notícia local o Business Post Nigéria informou ontem, 23 de março.

Business Post Nigéria observa que este não é o primeiro aviso contra criptomoedas, como "várias agências governamentais na Nigéria alertaram os cidadãos sobre a nova forma de dinheiro".

Adikwu Igoche, executivo do Departamento de Pesquisa do NDIC, disse que as moedas digitais não eram autorizadas pelo CBN e, portanto, não eram "seguradas pelo NDIC".

Durante uma entrevista com a Agência de Notícias da Nigéria (NAN) na 29ª Feira Internacional Enugu na sexta-feira, 23 de março, Igoche disse que, como as moedas digitais “não são apoiadas por qualquer mercadoria física, como ouro ou pedras preciosas, elas não pertencem à categoria de moedas ou moedas emitidas pela CNB ou pelo banco central de qualquer outro país.”

Igoche observou que os cidadãos nigerianos só devem usar instituições financeiras que são "seguradas pelo NDIC", denotadas por um adesivo em suas localizações físicas. Igoche acrescentou que o NDIC tinha um estande na feira para ajudar os nigerianos com o que fazer se seu banco foi fechado.

Países de todo o mundo têm emitido alertas aos consumidores sobre investimentos em moedas cripto e ofertas iniciais de moeda (ICO), da União Europeia para a Emirados Árabes Unidos.

Em outubro do ano passado, o Cointelegraph relatou que o governo nigeriano estava interagindo ativamente com várias organizações e startups para desenvolver a tecnologia no país.