Novo presidente da Associação de Banqueiros de Malta elogia Blockchain e diz que a cripto está "aqui para ficar"

Marcel Cassar, o recém-nomeado presidente da Associação dos Banqueiros de Malta, disse que a tecnologia blockchain soa como um “sonho dos banqueiros”. Cassar também afirmou que as criptomoedas estão “aqui para ficar”, segundo uma entrevista concedida em 17 de junho à mídia local The Malta Independent.

Cassar começa a entrevista observando que o setor bancário tem que acompanhar o mundo digital em rápida mudança, fazendo a comparação do ambiente atual com um “engarrafamento da hora do rush onde um carro de Fórmula 1 está preso”. Essa desaceleração, em sua opinião, significa que, embora o blockchain soe como um “sonho de banqueiro” e “totalmente revolucionário”, devido a seus registros de transação autênticos e confiáveis, ele não será implementado de maneira imediata:

"Com a nossa experiência de inovação tecnológica, uma revolução de blockchain de negócios e governo ainda pode estar a anos de distância, porque muitas barreiras precisarão cair nesse meio tempo".

No entanto, Cassar sublinha que o blockchain não é uma tecnologia disruptiva, mas sim uma tecnologia fundamental que pode “criar novas plataformas para nossa infraestrutura econômica e social”.

Cassar então distingue entre moedas e tecnologias de pagamento — “a moeda é o 'que' enquanto a tecnologia de pagamento é o 'como'” — observando que as criptomoedas são o meio de troca, enquanto o sistema de pagamento é uma entidade separada. Ele traz à tona as questões ainda não respondidas de definir criptomoedas e sua regulamentação, observando que ele as vê como nenhuma ameaça em “curto ou médio prazo”:

"Mas o que isso significa para os bancos é que seu papel tradicional como principal intermediário de pagamento de fundos e transmissão de divisas será desafiado, se não ficará obsoleto".

Apesar de Cassar notar que as criptomoedas são arriscadas devido a sua conexão com a lavagem de dinheiro e sua volatilidade, ele ainda acha que elas estão “aqui para ficar”, acrescentando que, uma vez que a regulamentação melhore, “algumas podem colher vantagens”.

Malta tem sido referida como uma “ilha Blockchain” devido ao acolhimento de várias grandes casas de câmbio de cripto pelo país, incluindo BinanceOKEx e BitBay. A Binance anunciou em uma exclusiva para Cointelegraph no início de junho que eles tinham criado uma conta bancária em Malta, trazendo um passo mais perto de oferecer depósitos fiat-cripto e retiradas em sua plataforma.

Cassar comentou sobre a introdução das casas de cripto para Malta, reconhecendo que “esta é uma área de risco de conformidade desconhecido e sem precedentes para nossos bancos”:

“Precisamos ter certeza de quais recursos aprimorados de gerenciamento de riscos e conformidade os bancos estão implementando, porque também há outras ligações importantes que precisam ser protegidas, entre outras, nossas redes de correspondentes bancários que ainda veem essas tecnologias como novas e suscetíveis a riscos. de abuso criminal”.

Um Expert Take da Cointelegraph na semana passada também explorou o papel de Malta na cripto em relação à investigação da União Europeia, concluindo que Malta permanecerá um "desbravador" cripto por causa de sua favorável legislação tributária e três novos projetos relacionados a cripto adotados em Malta em abril.