Polo Multimodal no Ceará faz parceria com WaltonChain para projeto de cidade inteligente

Waltonchain (WTC), um projeto de contabilidade distribuída (DLT) que pretende unir a tecnologia blockchain com a Internet das Coisas (IoT) para criar novos ecossistemas de negócios transparentes, foi escolhido pelo Polo Multimodal Pecém para construir a primeira cidade inteligente "movida a blockchain" na América Latina, de acordo com comunicado divulgado em 12 de agosto.

O acordo, assinado em Fortaleza, entre o CEO da Waltonchain, Jianbo Ling e a equipe da Polo Multimodal, incluindo o CEO Sebastino Di Ruocco e o COO Victor Ghia, permitirá à Waltonchain fornecer tecnologia e conhecimento técnico para a criação da cidade inteligente em São Gonçalo do Amarante, no Ceará.

Mais do que ajudar na construção da cidade, a equipe diz que a altcoin nativa da cidade inteligente, a Polo Coin, será construída sobre o livro distribuído da Waltonchain.

Pelo acordo, a Waltonchain também é obrigada a desenvolver uma “Smart Chain City” onde todos os processos da área serão impulsionados por tecnologias inovadoras, criar aplicativos exclusivos que permitirão que os residentes conduzam diretamente certas transações relacionadas à cidade inteligente, bem como a Carteira PoloCoin para armazenamento seguro da PoloCoin.

Além disso, as contribuições da parceria com a Waltonchain também envolvem fornecer dispositivos IoT e smart container, personalizar APPs e a carteira do PoloCoin e criar uma comunidade de operação do Polo Multimodal na Ásia.

A Waltonchain ainda expandirá a presença da cidade inteligente Polo Multimodal para a Ásia, criando uma comunidade virtual para o Polo Multimodal na região.

Comentando a parceria, a equipe da Polo Multimedia reiterou que a parceria transformará a área em um foco de novas tecnologias.

Segundo a equipe da Polo Multimedia:

“A credibilidade da parceria com a Waltonchain, já firme no mercado, permitirá a implementação da vida digital com segurança no Polo Multimodal do Pecém”

O principal objetivo da Waltonchain é criar um modelo de negócios novo, verossímil e rastreável, por meio da integração de identificação por radiofreqüência (RFID), tecnologia blockchain e IoT (Internet of Things).

Em setembro de 2018, o Cointelegraph informou que o Governo da Coréia do Sul havia feito uma parceria com a Waltonchain para o treinamento de funcionários sobre a tecnologia blockchain.