Maioria dos alemães é cética com relação ao Libra do Facebook, apenas 12% dizem-se receptivos

Cerca de 71% dos cidadãos alemães são céticos com relação à stablecoin Libra do Facebook, enquanto apenas 12% são receptivos, segundo pesquisa publicada pela associação financeira alemã Bürgerbewegung Finanzwende em 23 de julho.

Maioria dos alemães têm opinião formada

A pesquisa também mostrou que quase todos os 2.093 adultos alemães entrevistados já tinham uma opinião formada sobre o assunto, com apenas 17% dizendo que não tinham certeza do que pensam sobre a stablecoin. Além disso, 52% dos entrevistados também apontaram que o impacto do Facebook na sociedade já é problemático hoje, e mais de um quarto (26%) afirmou acreditar que um maior crescimento da empresa aumentaria ainda mais sua influência negativa.

Facebook é uma empresa impopular na Alemanha

Apenas 15% dos entrevistados ainda não tinham opinião sobre o assunto, enquanto os 7% restantes disseram que acreditam que o Facebook não traz problemas para a sociedade. No geral, 78% dos participantes da pesquisa acreditam que a influência da empresa é negativa.

Quando perguntados sobre em quem eles mais confiariam para emissão de moedas, apenas 4% disseram que teriam mais confiança em grandes corporações como Facebook, Apple ou Amazon do que em bancos centrais. Cerca de 64% disseram que confiam mais em bancos centrais e 10% confiam em ambos igualmente, enquanto 22% não têm uma resposta para a pergunta.

Uma parte da pesquisa dedicada apenas aos usuários do Facebook descobriu que 68% deles também são céticos em relação à Libra, enquanto apenas 14% são receptivos com seu desenvolvimento. Cerca de 18% deles não têm opinião sobre o assunto.

Associação pede por proibição do desenvolvimento do Libra

No artigo que acompanha os resultados da pesquisa, o Bürgerbewegung Finanzwende pede à Comissão Europeia e ao Banco Central Europeu que ponham fim ao desenvolvimento do Libra, através de uma petição conjunta com a organização não governamental europeia Finance Watch.

Como o Cointelegraph noticiou hoje mais cedo, os reguladores de privacidade da Suíça disseram que o Facebook está atrasado em sua resposta aos pedidos de mais informações sobre o projeto.