Microsoft transforma série de gamebooks dos anos 80 em jogo de cartas em blockchain

A Microsoft, a desenvolvedora de jogos Eidos e a empresa de jogos Fabled Lands estão desenvolvendo em conjunto um jogo de cartas blockchain baseado em um dos gamebooks mais vendidos dos anos 80.

Segundo um press release publicado em 1º de dezembro, o novo jogo de cartas será baseado no livro mais vendido da década de 1980, intitulado "O Caminho do Tigre", escrito por Jamie Thomson e Mark Smith.

O título do jogo será "Arena of Death" e seus jogadores lutarão em batalhas de cartas com temas de fantasia com recursos da série original de jogos.

Garantindo a propriedade das cartas

Thomson também é diretor executivo da Fabled Lands e decidiu usar a tecnologia blockchain porque acredita que ela combina com o que ele está buscando de melhor em um videogame tradicional. Ele disse:

“Íamos relançar a série em um formato de jogo de computador, mas essa nova tecnologia (blockchain) faz mais sentido. Imagine jogar Magic the Gathering, mas sabendo que você tem uma carta que só você possui. Ou, se dissermos que existem apenas 100 edições de um item ou habilidade, você sabe que realmente existem apenas 100 edições. ”

A empresa planeja usar tokens não fungíveis (NFT) na blockchain Vechain - que foi associada a empresas e gerenciamento da cadeia de suprimentos - para garantir a propriedade dos ativos no jogo.

Vechain permitirá criar cartões e itens no jogo "sem ter que lidar com todas as coisas que envolvem criptografia", diz Thomson.

Tokens de jogos na blockchain fazem sucesso

A tokenização de ativos no jogo parece ser uma tendência crescente. Como o Cointelegraph noticiou no final de novembro, o jogo blockchain F1 Delta Time - licenciado pela mundialmente famosa marca da elite do automobilismo Formula 1 - realizou um leilão de NFTs da marca de carros F1.

Em outros lugares, o jogo de cartas colecionáveis baseado no Ethereum (ETH) Gods Unchained superou em muito o volume do jogo CryptoKitties depois de um escândalo de censura envolvendo a desenvolvedora de jogos Blizzard, atingindo quase meio milhão de transferências NFT por dia.