Governo do estado de Maryland (EUA) participa de investigação coordenada entre EUA e Canadá contra fraudes cripto

A Procuradoria Geral de Maryland (EUA) anunciou que sua Divisão de Valores Mobiliários está participando da Operação Cryptosweep.

O Procurador Geral de Maryland, Brian E. Frosh, anunciou que os reguladores estaduais estariam participando da iniciativa, em um comunicado de imprensa publicado em 14 de agosto.

A Operation Cryptosweep é uma iniciativa conjunta de reguladores de valores mobiliários estaduais e provinciais nos Estados Unidos e no Canadá, que lançaram investigações sobre programas de investimento cripto potencialmente fraudulentos ou que não atendem à conformidade das leis locais.

A iniciativa para identificar produtos suspeitos de investimentos em criptomoedas é, segundo relatos, a maior investigação coordenada por funcionários estaduais e provinciais.

No comunicado de imprensa, Frosh revelou que a Maryland Securities Division está participando da operação. A divisão iniciou ações de fiscalização contra uma plataforma de negociação de Bitcoin que estaria atraindo potenciais investidores com promessa de retorno de 150% por meio de investimentos passivos.

Frosh observou que os investidores devem ser cautelosos quanto aos investimentos que prometem lucros rápidos com baixo risco, dizendo ainda:

“Os investimentos em criptomoeda envolvem riscos. Os investidores devem ter mais cautela ao lidar com promotores que dizem que suas ofertas não precisam ser registradas junto aos reguladores de valores mobiliários. Retornos rápidos de 150% são tão raros quanto cruzar com um personagem folclórico. Certifique-se de fazer pesquisas independentes sobre o produto antes de investir. Esteja ciente dos riscos e entre em contato com a Divisão de Valores Mobiliários de Maryland se tiver quaisquer preocupações, antes de abrir mão de seu dinheiro.”

Em agosto de 2018, a Operação Cryptosweep resultou em mais de 200 investigações de ofertas iniciais de moedas e produtos de investimentos relacionados a criptomoedas. No decorrer das investigações, os órgãos reguladores teriam se depararado com inúmeras atividades relacionadas a criptos que poderiam constituir na violação das leis estaduais e municipais de valores mobiliários. Tais violações incluíram falhas em registros de produtos antes de oferecê-lo aos investidores.

O governador de Nova Jersey Phil Murphy assinou recentemente uma lei, que criou a chamada Força-tarefa da Iniciativa Blockchain de Nova Jersey. O objetivo da força-tarefa é, supostamente, estudar soluções de blockchain em benefício do estado.