Ransomware e golpes envolvendo Bitcoin estão entre principais ameaças para 2020

O portal Tech Tudo fez uma lista das principais ameaças cibernéticas para o ano de 2020, colocando os golpes pedindo Bitcoin e ransomwares pedindo recompensa criptomoedas como principais ameaças.

Segundo a matéria, os golpes de sextorsão, quando uma recompensa em BTC é pedida em troca de material íntimo da vítima, e outras táticas de invasão de sistemas estão entre potenciais ameaças para o ano novo.

Além destes, a prática de phishing, com sites falsos que redirecionam usuários para pagamentos maliciosos, também estão no radar.  

O texto ainda completa dizendo que "os golpistas devem investir em armadilhas mais elaboradas em 2020". Por isso, é preciso evitar clicar em links de origem suspeita ou baixar arquivos de remetentes desconhecidos. Também há opções como add-ons e plugins de navegadores para evitar invasão e a instalação de malwares para mineração de criptomoedas sem autorização.

Os ransomwares, com invasão de sistemas pedindo Bitcoin, como foi visto no Porto de Fortaleza (CE) e na Prefeitura de Barrinha (SP) em 2019, também podem representar grande ameaça no próximo ano.

Um levantamento da Forbes diz que mais de 100 ataques foram feitos contra serviços públicos neste ano, o dobro de 2018. "No próximo ano, a tendência é que os criminosos mirem em redes corporativas", diz a matéria.

John Fokker, chefe de investigações cibernéticas da McAfee, é citado:

“Até 2020, esperamos que a penetração seletiva nas redes corporativas continue a crescer e, finalmente, dê lugar a ataques de extorsão em duas etapas. No primeiro, os cibercriminosos lançarão um ataque paralisante de ransomware, extorquindo as vítimas para recuperar seus arquivos. No segundo, eles irão contra-atacar, mas desta vez ameaçando revelar os dados confidenciais roubados antes do ataque”

O texto recomenda o uso de antivírus, a atualização constante dos sistemas operacionais e não confiar em links e arquivos de remetentes desconhecidos.

Além do ransomware e dos golpes com Bitcoin, outras ameaças citadas foram o roubo de senhas em sites de entretenimento, o golpe do emprego falso no WhatsApp, os golpes de deepfake e com reconhecimento facial.