Autoridade financeira de Malta alerta investidores globais contra golpe 'Bitcoin Revolution'

A Autoridade de Serviços Financeiros de Malta (MFSA, na sigla em inglês) emitiu uma advertência contra um suposto golpe global conhecido como “Bitcoin Revolution”, de acordo com um documento oficial publicado hoje, 25 de janeiro.

Segundo o regulador maltês, o alegado golpe cripto representa um típico esquema de enriquecimento rápido e que opera no site the-bitcoinrevolution.org e vários outros sites não identificados.

A entidade fraudulenta também promove seu esquema usando publicidade em redes sociais não especificadas que redirecionam os usuários para páginas que contêm várias proeminentes personalidades locais que dizem ter faturado alto com investimentos em cripto. A advertência observa que os usuários são redirecionados a essas páginas sem seu consentimento.

A MFSA enfatizou que, até o momento, nenhuma entidade está autorizada sob sua Lei de Ativos Financeiros Virtuais (VFA), que foi aprovada em julho de 2018. O vigilânte financeiro enfatizou ainda que o Bitcoin Revolution não está registrado em Malta, nem tem licença para fornecer serviços financeiros nem de investimentos.

Após a nota de advertência solicitando que os investidores globais revisem cuidadosamente um determinado operador de serviços financeiros antes de investir, a MFSA providenciou uma lista de entitidades licenciadas por ela e que está disponível no site oficial do regulador.

O golpe Bitcoin Revolution foi denunciado pela primeira vez por uma série de personalidades locais maltesas em 10 de janeiro. Segundo fontes da imprensa local, o esquema Bitcoin Revolution foi inicialmente encontrado em um site chamado Major News, mostrando dois apresentadores de um programa local que dizem que o ator e apresentador de TV maltês Davide Tucci transformou seu depósito de 250 euros em 483 euros "em três minutos" usando o Bitcoin Revolution.