Principal exchange de criptomoedas da Coréia do Sul lança centro de pesquisa e desenvolvimento

exchange de criptomoedas sul-coreana Bithumb estabeleceu seu próprio centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D).

De acordo com um anúncio em 6 de janeiro, a iniciativa faz da Bithumb a primeira empresa com um centro de pesquisa de blockchain e criptomoeda na Coréia do Sul. A Bithumb expressou grandes esperanças no impacto do centro de pesquisa na empresa:

"A Bithumb se tornará uma empresa líder no ecossistema de blockchain e criptomoeda, fortalecendo suas próprias capacidades de P&D."

O objetivo do centro de P&D

O novo centro de P&D empregará cerca de 30 pessoas e iniciará suas atividades este mês. A equipe de pesquisa da Bithumb estudará o design da arquitetura do sistema para fortalecer a análise de transações públicas de blockchain e a segurança de chaves privadas de criptomoeda.

A equipe de pesquisa de arquitetura se concentrará em sistemas de correspondência de transações de alto desempenho, que possam responder a grandes pedidos simultâneos. A Bithumb também planeja analisar blockchains para isolar transações comerciais de criptomoeda e desenvolver um sistema para geração de endereço de usuário que permita depósitos e retiradas em sua exchange.

O centro planeja desenvolver tecnologias de aprimoramento de segurança relacionadas à criptomoeda, separação de funções e implementação de sistemas de verificação que permitam o armazenamento e o uso seguros de chaves privadas. A equipe de pesquisa da Bithumb também trabalhará na troca de dados de alta disponibilidade e alto desempenho entre blockchains e bancos de dados.

Além disso, a equipe foi encarregada de criar uma interface de programação de aplicativos para sua plataforma de negociação de criptomoedas e atualizar seu mecanismo correspondente.

Aumentando os gastos com pesquisa de blockchain

À medida que blockchain e criptomoeda mostram cada vez mais potencial além do hype inicial, mais e mais fundos estão sendo investidos em pesquisas relevantes.

Como o Cointelegraph relatou no final de dezembro, a Tencent, operadora do aplicativo chinês de mídia social WeChat, planeja criar um grupo de pesquisa em moeda digital para o avanço dos projetos de pesquisa em tecnologia blockchain.

Além disso, a publicação estatal chinesa Xinhua, previu que os gastos do país em tecnologia blockchain excederão US$ 2 bilhões até 2023. Um relatório publicado em setembro de 2019 pela empresa de pesquisa de mercado Global Market Insights sugere que o mercado global de tecnologia blockchain deve ultrapassar US$ 16 bilhões em 2024.