Importante cidade sul-coreana constroi usina virtual com blockchain

governo da Coreia do Sul vai gastar 4 bilhões de wons coreanos (KRW) (cerca de 3,5 milhões de dólares) para montar uma usina virtual (VPP) com blockchain na cidade de Busan. O desenvolvimento foi divulgado pelo jornal sul-coreano Agência de Notícias Yonhap na segunda-feira, 10 de dezembro.

Busan, a segunda cidade mais populosa da Coreia do Sul depois de Seul, anunciou que a prefeitura selecionou um projeto para apoiar uma indústria de energia inovadora na região, construindo um VPP baseado em uma blockchain compartilhada pelos cidadãos.

O projeto será representado na competição nacional em 2019, realizada pela maior concessionária de energia eléctrica da Coreia do Sul, a Korea Electric Power Corporation (KEPCO).

Por sua definição, uma usina de energia virtual é uma usina de energia distribuída baseada na nuvem que integra as capacidades ociosas de múltiplos recursos de energia para otimizar a geração de energia.

O recém-anunciado projeto de VPP, movido a blockchain, está programado para agregar fontes de energia, tais como fábricas da área de Busan e instalações públicas do sistema de armazenamento de energia (ESS), bem como usinas de energia solar.

O projeto foi supostamente proposto pela cidade de Busan, bem como pelas principais empresas e instituições locais, incluindo a Universidade Nacional de Pusan ​​(PNU), a empresa de gestão de energia Nuri Telecom, a Busan City Gas e a empresa imobiliária Korea Industrial Complex Corporation.

A cidade de Busan já está desenvolvendo e promovendo ativamente a tecnologia blockchain, de acordo com a agência de notícias coreana TokenPost.

No início deste ano, Yoo Jae-soo, ministro de Assuntos Econômicos de Busan e ex-diretor geral de política financeira da Comissão de Serviços Financeiros (FSC), teria realizado uma reunião para discutir a criação de uma zona especial na cidade. construir um ambiente amigável para o desenvolvimento da indústria de blockchain e cripto.

Em junho deste ano, a agência governamental sul-coreana, Associação de Convergência da Indústria-SW de TICs (WICA), também revelou planos para estabelecer um centro blockchain em Busan, baseado no modelo Vale Cripto, da Suíça. De acordo com o plano, a versão sul-coreana do Zug’s Crypto Valley está localizada em Haeundae, um espaço afluente e turístico à beira-mar no leste de Busan.

Hoje, o segundo maior banco comercial do país, o Shinhan Bank, lançou uma iniciativa baseada em blockchain dentro dos processos internos da instituição para reduzir o número de erros humanos na manutenção de registros.