Grandes Bancos se juntam ao projeto USC para serviços bancários de criptomoedas baseados em Blockchain

Vários grandes bancos se juntaram a um projeto chamado Utility Settlement Coin (USC) que se destina a facilitar a emissão de moedas usando a tecnologia Blockchain por bancos centrais em todo o mundo.

A plataforma USC também tornará mais fácil para os bancos internacionais liquidar várias transações entre si, através do uso de ativos garantidos em um Blockchain customizado. Os novos bancos membros no final de agosto de 2017 são Barclays, Credit Suisse, HSBC, State Street, MUFG e CIBC.

A plataforma USC já está passando por seu teste final antes da sua implementação funcional. Os novos bancos membros estão participando do teste final do projeto.

De acordo com o cofundador do projeto e com o diretor de investimento estratégico da UBS e Fintech, Hyder Jaffrey, o projeto servirá como um marco para um futuro no qual os bancos centrais de todo o mundo já estão utilizando suas próprias moedas virtuais.

"Pode muito bem informar a forma como os bancos centrais optam por tocar as coisas. Vemos isso como um passo para um futuro em que os bancos centrais emitam suas próprias [criptomoedas] em algum momento".

Breve retrospecto da USC e os últimos desdobramentos

O projeto USC foi lançado pelas instituições financeiras UBS, BNY Mellon, NEX, Santander e Deutsche Bank, juntamente com o Blockchain Starkey Clearmatics em 2015. A plataforma visa usar moedas virtuais que poderiam ser ampliadas por moedas fiduciárias emitidas no Blockchain.

Os tokens digitais garantidos serão encaminhados diretamente ao proprietário do bem, em vez de passar pela rede tradicional de câmaras de compensação.

De acordo com Jaffrey, a USC apoiará coisas como finalidade da liquidação, transferência de propriedade e uma definição equivalente em dinheiro.

Os comentários de Jaffrey foram apoiados pelo diretor de parcerias e estratégias do HSBC, Kaushalya Somasundaram, que afirmou que a USC poderia ajudar a delinear um caminho para as criptomoedas do banco central.

"A moeda de liquidação será uma moeda digital garantida, apoiada por ativos de caixa em um banco central, o que nos permite transferir a propriedade facilmente através da troca de USCs, reduzindo a complexidade do processo e o tempo de liquidação".