Maersk anuncia integração com seis novos portos no Brasil e destaca uso de blockchain

A gigante mundial de logística marítima Maersk anunciou a integração com blockchain em seis terminais de logística no Brasil, segundo publicou o portal Portos e Navios, hoje, 25 de setembro.

De acordo com a publicação, para ampliar sua oferta de serviços no Brasil, a empresa integrou 283 mil metros quadrados de seis terminais terrestres da APM Terminals. Por meio desta ação, clientes da empres poderão utilizar os terminais para armazenamento, limpeza, reparo, cross-docking, incluindo o carregamento de mercadorias de um caminhão para um contêiner ou vice-versa.

 "A digitalização de transações, o desenvolvimento de um aplicativo, a criação de cotações on-line, o rastreamento e o fornecimento de garantias fixas de preço e carga (Maersk Spot) e blockchain estão no centro da meta da Maersk de fornecer produtos e serviços mais completos, transparentes e fáceis de usar para seus 70.000 clientes da divisão de serviço marítimo no mundo todo", diz a empresa em nota.

A  empresa destacou também que tem como missão global tornar-se a principal empresa integrada de logística de contêineres no mundo, conectando e simplificando as cadeias de suprimentos globais dos clientes com produtos e serviços de ponta a ponta no mar e em terra.

“A competitividade brasileira pode se beneficiar de soluções físicas e digitais de ponta a ponta, focadas na redução de custos e economia de tempo. Precisamos chegar ao ponto onde a logística finalmente se torna tão fácil e rápida quanto comprar um livro on-line no Brasil. É assim que a logística está progredindo em economias como os EUA. Quanto mais próximo chegamos desse modelo, mais cedo a economia, os negócios e os consumidores brasileiros serão beneficiados, ajudando a apoiar e a gerar empregos”, finaliza Matias Concha, diretor de Produtos Maersk Costa Leste da América do Sul.

Como noticiou o Cointelegraph, autoridades da Russia assinaram um acordo com a gigante de logística dinamarquesa Maersk para lançar oficialmente a plataforma de transportes blockchain TradeLens.

Como parte do acordo, a segunda maior cidade da Rússia, São Petersburgo, vai vai pilotar a ferramenta de logística baseada em blockchain desenvolvida em parceria entre a subsidiária de tecnologia da Maersk Maersk GTD e a gigante global de tecnologia IBM.

O acordo foi assinado sob a forma de Memorando de Entendimento (Memorandum of Understanding - MoU) entre o CEO da Maersk Søren Skou e Yuriy Tsvetkov, Vice-Ministro dos Transportes da Federação Russa e Chefe da Agência Federal de Transporte Marítimo e Fluvial, observa o comunicado de imprensa.