Desenvolvedor da Lightning Network anuncia versão Alpha de ferramenta de monitoramento de nós

A Lightning Network, um protocolo blockchain de segunda camada projetado para fornecer transações de alta velocidade para o Bitcoin e outras redes, tem uma nova ferramenta de monitoramento de nós.

De acordo com um post no blog oficial , escrito pelo desenvolvedor de software Valentine Wallace em 24 de julho, o Lightning Labs lançou uma “solução de monitoramento dockerizada” para o teste alfa chamado lndmon.

Um dos principais objetivos dessa nova ferramenta é fornecer uma maneira de evitar certos problemas de rede antes que eles se manifestem. De acordo com o anúncio, houve problemas com a rede peer-to-peer este ano que poderiam ter sido evitados por meio de um monitor de nó. 

Como um exemplo de ação preventiva, Wallace diz que “um operador de nó de roteamento pode querer ser notificado se vários canais forem fechados em rápida sucessão ou se suas conexões peer mostrarem sinais de instabilidade.” Mais geralmente, o desenvolvedor da Lightning acredita que esse monitoramento em tempo real, por meio dessa ferramenta, pode ajudar a Rede Lightning a ficar mais estável. 

Além de monitorar possíveis problemas, o post também observa que há uma variedade de possíveis casos de uso para essa ferramenta. Por exemplo, Wallace diz que um usuário pode querer monitorar nós por razões financeiras. Eles poderiam usar essa ferramenta para monitorar tendências, como o número de canais ao longo do tempo, e quais pontos têm as melhores taxas de roteamento.

Desenvolvimentos no funcionamento do nó 

Como relatado anteriormente pela Cointelegraph, a Fundação Raspberry Pi lançou um mini-computador de US$ 35 em junho, projetado para executar nós Bitcoin a um baixo custo. Este novo modelo Raspberry Pi pretende tornar a operação de nó mais eficiente para uma variedade de usuários, incluindo mineradores, empresas e indivíduos conscientes da privacidade.