Zuckerberg diz que 'Libra pode ajudar os EUA contra moeda digital da China'

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, testemunhou hoje perante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, em relação ao projeto Libra.

Libra do Facebook x renminbi digital da China

Durante as esperadas audiências perante o Congresso, em 23 de outubro, os legisladores e o CEO discutiram a crescente concorrência com a China no cenário econômico e geopolítico.

Em suas declarações ao Comitê, Zuckerberg afirmou que o projeto garantiria que os EUA permanecessem líderes financeiros globalmente:

"A China está se movendo rapidamente para lançar uma idéia semelhante nos próximos meses. Não podemos sentar aqui e assumir que, porque os EUA é hoje o líder, ele sempre será o líder se não inovarmos. O Libra será apoiado principalmente em dólares, e acredito que estenderá a liderança financeira da América, bem como nossos valores democráticos e supervisão em todo o mundo. Se a América não inovar, nossa liderança financeira não será garantida.”

Em suas perguntas a Zuckerberg, o representante Patrick McHenry perguntou sobre a China e o rápido crescimento de suas empresas de tecnologia. Zuckerberg disse: "Hoje, seis em cada dez, das principais empresas de tecnologia, estão saindo da China e certamente não compartilham nossos valores".

O deputado Andy Barr também discutiu a ameaça potencial do renminbi digital da China e seu envolvimento no projeto Belt and Road, uma iniciativa lançada há seis anos e é uma estratégia de desenvolvimento global adotada pelo governo chinês, que envolve desenvolvimento de infraestrutura e investimentos em todo o mundo.

Falando à imprensa após o evento, a Presidente do Comitê, Maxine Waters, disse sobre a China:

"Acredito que somos grandes o suficiente, somos fortes o suficiente e somos inteligentes o suficiente para atender às necessidades e sermos competitivos no mundo, só precisamos continuar."

Analistas financeiros também estão preocupados com uma moeda digital chinesa

Os analistas da RBC Capital Markets declararam anteriormente que, sufocar o Libra, pode deixar o campo aberto para a moeda digital do banco central (CBDC) da China dominar o mundo financeiro. Uma preocupação que entra no argumento de que o Libra é a melhor, e talvez, a única ferramenta que os EUA têm nesse cenário.

A RBC alegou na época, que se os reguladores dos EUA descartassem o Libra, e decidissem não elaborar um conjunto de regulamentos para incentivar a inovação de criptomoedas nos EUA, o CBDC da China poderia se tornar a moeda digital global nas economias emergentes.

Facebook poderia deixar o Libra

O Cointelegraph acabou de relatar que o CEO e fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou que o principal membro do Libra, sendo o próprio Facebook, poderia se retirar da Libra Association, caso o Libra fosse lançado sem a aprovação dos órgãos reguladores dos Estados Unidos.