Levantamento indica que europeus fazem maioria dos investimentos em contratos futuros de Bitcoin na BitMEX

De acordo com dados recentes, a maior parte do volume de contratos futuros da exchange de criptomoedas BitMEX é negociada durante o horário comercial europeu. Isso indica que são os investidores do Velho Continente os principais investidores deste produto.

Ao contrário do mercado financeiro tradicional, que funciona somente durante o horário comercial, as negociações de Bitcoin e criptomoedas acontecem globalmente, 24 horas por dia.

Ao analisar o horário de pico nos volumes de negociação das exchanges de criptomoedas é possível ter uma idéia de qual região vem a maior parte das negociações naquele momento.

E os novos dados mostram que os comerciantes europeus de Bitcoin se tornaram mais ativos no mês passado, constituindo a maior parte dos volumes do contrato perpétuo da BitMEX XBT/USD.

O contrato perpétuo de XBT/USD é um dos principais produtos negociados na BitMEX. Através deste contrato futuro é possível apostar no movimento de preço do Bitcoin por um período indeterminado.

Segundo analistas, serviços bancários mais favoráveis, riqueza crescente e um forte setor de tecnologia aumentaram o interesse dos europeus no comércio de criptomoedas.

Apesar do aumento no volume de negociação de contratos futuros na Europa, o euro tem uma participação de apenas 1,45% nos mercados à vista de Bitcoin, enquanto as posições em dólares dos EUA ainda são vistas como o par principal.

Novas regras podem estar impedindo o aumento do mercado à vista de Bitcoin na região. Regulamentos rígidos de KYC (Know Your Customer) já estão em vigor e um monitoramento ainda mais rigoroso pode ser imposto nos próximos meses. 

De acordo com as novas regras, empresas com sede na Europa seriam forçadas a aplicar, como mostrou o Cointelegraph, o novo padrão de regulamentação contra lavagem de dinheiro a partir de 10 de janeiro de 2020. 

Até a exchange p2p LocalBitcoins baniu negociações com dinheiro físico e aumentou seus requisitos para cumprir com seu registro finlandês e as leis da UE.

Apesar das novas regras restringirem o acesso às criptomoedas, a Europa está tentando se manter na frente na corrida das invoções. Como noticiou o Cointelegraph, a nova Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, afirmou que o BCE deve "ficar à frente da curva" criando uma stablecoin.