LedgerX coloca cofundadores de licença após longa controvérsia com entidade reguladora dos EUA

O conselho de administração da Ledger Holdings, Inc., controladora da LedgerX, anunciou que os cofundadores Paul e Juthica Chou foram colocados em licença administrativa, com vigência imediata.

Em um comunicado de imprensa de 9 de dezembro, a exchange de derivativos Bitcoin (BTC) LedgerX explicou que os dois executivos serão substituídos por Larry E. Thompson como diretor executivo interino e diretor principal da Ledger Holdings. Thompson traz consigo a experiência de uma carreira de 30 anos em Wall Street.

Ainda não está claro por que o conselho de administração decidiu colocar ambos os executivos em licença administrativa. No entanto, Juthica Chou, foi ao Twitter, onde disse que não havia motivos reais, exceto que eles "tiveram imensas discordâncias com o conselho sobre a visão e a direção dos negócios."

Controvérsia entre o LedgerX e a CFTC

No início de agosto, a Comissão de Comércio de Futuros de Commodities dos Estados Unidos (CFTC) declarou que o produto futuro de Bitcoin fisicamente liquidado da LedgerX, ainda não havia sido aprovado pela Comissão. A LedgerX disse em 31 de julho que sua oferta de futuros físicos foi lançada em sua plataforma de negociação Omni.

No entanto, a CFTC sugeriu que isso não poderia ter ocorrido. O especialista em derivativos, Thomas G. Thompson, apontou na época que “a CFTC não mostra nenhum contrato futuro certificado pela” empresa. No mesmo dia, Paul Chou foi ao Twitter para atacar a CFTC em vários tweets carregados de palavrões.

Em setembro, uma controvérsia envolvendo a CFTC foi desencadeada, pela alegação da LedgerX, de que o ex-presidente da agência, Christopher Giancarlo, obstruiu a aprovação de seu registro na Organização de Compensação de Derivados devido a um viés pessoal contra o CEO da LedgerX, Paul Chou.