Ledger fornece solução de gestão de carteira segura para exchange regulada canadense

A produtora de carteiras de hardware francesa Ledger vai fornecer sua solução de infraestrutura cripto segura para a exchange canadense regulada National Digital Asset Exchange (NDAX), de acordo com comunicado enviado ao Cointelegraph em 29 de abril.

A NDAX — que oferece serviços de negociação de ativos cripto para clientes institucionais e do varejo — vai usar a solução de gestão de carteiras de grau institucional da Ledger, chamado Ledger Vault.

O Ledger Vault oferece uma infraestrutura de governância com autorizações múltiplas para criptoativos, e foi projetada para a demanda de custódia comercial e institucional e gestão de ativo, de acordo com o texto.

A estrutura de governância da solução permite que chaves privadas dos usuários sejam armazenadas em isolamento para reduzir os riscos, assim como oferecer contas de criptoativos segregados protegidas com tecnologia multiassinatura.

As ofertas de seguridade incluem um módulo de segurança de hardware (HSM) com suporte a N-signature, que pode garantir uma chave de acesso de emergência a empresas jurídicas e contábeis pré-autorizadas.

O comunicado de imprensa enfatiza que a Ledger Vault foi projetada para fornecer armazenamento totalmente frio e gerenciamento de liquidez, bem como para ajudar os clientes a cumprir os requisitos regulamentares.

No comunicado, o fundador e CEO da NDAX Bilal Hammoud deixa claras as referências às perdas de fundos de clientes no incidente grave deste ano da QuadrigaCX, que ele diz que pesou para a compreensão da necessidade de soluções de custódia confiáveis e seguras para usuários de criptoativos.

A Ledger Vault pode ser usada para todos os ativos cripto suportados pela exchange, incluindo Bitcoin (BTC), Ether (ETH) e XRP.

Como já noticiado, a Ledger fechou parceria em março com a empresa de confiabilidade de Hong Kong Legacy Trust para desenvolver a Ledger Vault e fornecer serviços de custódia de grau institucional baseados na solução.

Em março, o Cointelegraph publicou que o grupo bancário suíço Swissquote vai oferecer serviços de custóriar cripto depois de já estar negociando as cinco maiores criptomoedas desde 2017.