Digitec Galaxus, maior varejista on-line da Suíça, passa a aceitar criptomoedas

Líder do mercado varejista on-line suíço, a Digitec Galaxus anunciou que aceitará criptomoedas, de acordo com um comunicado publicado em 19 de março.

Pelo anúncio, a loja agora aceita Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BCH), Bitcoin SV (BSV), Ethereum (ETH), Ripple (XRP), Binance Coin (BNB), Litecoin (LTC), Tron (TRX), NEO (NEO) e OmiseGO (OMG) para compras em valores acima de CHF 200 (cerca de US$ 200). O comunicado afirma ainda que a loja hospeda cerca de 2,7 milhões de produtos, desde cerveja de trigo até PCs para jogos.

O novo método de pagamento teria sido desenvolvido conjuntamente como parte de um projeto-piloto com o processado de pagamento suíço Datatrans e em colaboração com a Coinify, startup dinamarquesa de pagamentos por cripto. O sistema abre janelas de 15 minutos para os clientes, durante os quais a taxa de câmbio de cripto não muda para efetuar o pagamento com uma taxa de 1,5%.

Como parte de seu movimento em direção à cripto, a empresa também adicionou uma categoria de carteira de criptomoeda à plataforma de comércio eletrônico, acompanhada por um guia dedicado e lançou um post com o título “Diamantes ou ouro são melhores para se livrar de dinheiro ilícito”. Neste último post, o diretor de inovação da empresa, Oliver Herren, admitiu que não está totalmente convencido das vantagens da blockchain sobre os sistemas tradicionais de banco de dados. Ainda assim, ele conclui:

"Mas talvez eu não tenha investido tempo suficiente para entender completamente como o ecossistema blockchain funciona."

Por fim, a empresa também soltou uma postagem de blog dedicada a sua equipe interna de engenharia por trás da integração cripto. No post, que é principalmente uma entrevista, a empresa explica em alto nível o que é blockchain.

De acordo com a plataforma de dados de comércio eletrônico ecommerceDB, as vendas líquidas da Digitec Galaxus totalizaram mais de US$ 261 milhões em 2018 e a loja, lançada em 2010, é o 341º maior varejista on-line do mundo.

Outros grandes varejistas internacionais também analisaram a ideia de adicionar opções de pagamento por cripto em suas plataformas, com a aceitação da Overstock.com de pagamentos em Bitcoin em 2014 como um grande exemplo.

Como reportou o Cointelegraph em abril do ano passado, a plataforma canadense de trading e permuta on-line Bunz Trading Zone está lançando sua própria criptomoeda.

Além disso, em fevereiro do ano passado, a maior empresa de comércio eletrônico do Japão, a Rakuten, com uma capitalização de mercado de mais de US$ 12,5 bilhões, anunciou seus próprios planos para lançar uma criptomoeda chamada Rakuten Coin.