Kraken pagou 250 salários para funcionários em Bitcoin no mês passado, afirma a exchange a crítico

A Kraken pagou 250 salários ao seus funcionários em Bitcoin (BTC) no mês passado, a exchange de criptomoedas revelou em um tweet desta última quinta-feira, 23 de maio.

A firma estava respondendo Peter Schiff, CEO da Euro Pacific Capital, que alegou que "não há como as pessoas trabalharem por salários pagos em Bitcoin."

Como um aparte, a Kraken acrescentou:

“A propósito, o funcionário que levou 100% de Bitcoin em 2012 se aposentou em 2013.”

Kraken emprega cerca de 800 pessoas. Embora esse número sugira que cerca de 30% de sua força de trabalho esteja sendo paga em criptomoedas, há ainda um caminho a se percorrer antes que a modalide seja comum na empresa.

Em toda a indústria, existem alguns obstáculos que podem impedir que os empregadores ofereçam salários em criptos. Por exemplo, nos Estados Unidos os trabalhadores devem ser pagos até certo ponto em dinheiro ou cheques - e ainda não está claro em muitos países como esses ganhos devem ser tributados. A volatilidade dos preços é outra preocupação, pois o valor do BTC pode subir ou cair drasticamente horas após o pagamento do salário.

No mês passado, um ex-funcionário da Kraken anunciou que estava processando a empresa por US$ 900 mil, alegando que a exchange não lhe havia pago por seu trabalho.