John Oliver compara Bitcoin à Bitconnect e ridiculariza metáfora “tonta” de Tapscott com o McNugget

O comediante John Oliver tentou explicar o Bitcoin em 11 de março - com a ajuda de um falso promotor do BitConnect, Carlos Matos e Don Tapscott, comparando o Blockchain com o Chicken McNugget.

No último episódio do programa do apresentador de televisão baseado nos EUA Last Week Tonight, Bitcoin, Blockchain e investimento em criptomoeda foram assuntos trazidos a baila.

A apresentação vem apenas algumas semanas depois que sua colega, a apresetandora americana Ellen DeGeneres, tentou explicar o Bitcoin para o grande público, comparando-o com um bebê de cabrito.

Oliver começou por tentar definir a natureza das redes descentralizadas, observando suas vantagens sobre os bancos em termos de custo e segurança, mas o programa logo tomou um rumo questionável.

Chamando o falso Matos ao palco, Oliver não conseguiu questionar seu conselho de investimento. Isso incluiu não "apenas hodling cegamente" moedas compradas. O próprio Carlos Matos de verdade foi a cara da de facto extinta BitConnect antes de aparecer para dar um giro de 180 gruas em seu apoio a ela.

"O mercado de criptomoeda é extremamente volátil e insuficientemente regulamentado - eles pump and dump (bombam e despejam)", acrescentou “Matos”.

A BitConnect saiu nas manchetes em janeiro, quando fechou quase toda a operação após as revelações de que era susoeita de um esquema de Ponzi.

Antes de convocar seu falso Matos, Oliver mostrou um clipe de uma fonte mais respeitável sob a forma de investidor Don Tapscott, explicando por que o Bitcoin é tão difícil de hackear.

"O Blockchain é uma coisa altamente processada - como um Chicken McNugget", disse ele. "E se você quisesse hackeá-lo, seria como transformar um Chicken McNugget em um frango".

Oliver descreveu as palavras de Tapscott como uma "metáfora extremamente tonta".