Investidores japoneses de criptomoedas pagarão imposto de até 55% dos lucros

Os investidores japoneses de criptomoedas pagarão entre 15% e 55% sobre os lucros declarados em seus impostos de renda anuais este ano, segundo relatórios da Bloomberg na quinta-feira, 8 de Fevereiro.

A agência nacional de impostos do Japão já havia declarado "ano passado" que os ganhos de capital em transações de moedas virtuais são considerados "rendimentos diversos", escreveu a Bloomberg.

O imposto sobre os lucros da criptomoedas é maior do que o imposto de 20% sobre os lucros de ações e moedas estrangeiras, com o percentual máximo aplicado aos que ganham mais de 40 milhões de ienes por ano (cerca de $367.600).

Em comparação, a Coreia do Sul anunciou em Janeiro que as casas de câmbio digital serão tributadas em 24,2% , de acordo com a política fiscal existente para as empresas.

De acordo com a Bloomberg , cerca de 40% do comércio de Bitcoin (BTC) recentemente foi contra o iene, o que significa que o país receberá uma grande receita de criptomoeda tributária.

A Bloomberg relatou que a agência nacional de impostos do Japão está criando um banco de dados de potenciais investidores de criptomoedas para garantir a aplicação das leis tributárias, bem como manter equipes em Tóquio e Osaka para assistir a negociação eletrônica.

O US Internal Revenue Service IRS (Receita federal) também informou hoje que eles criaram uma equipe de 10 pesquisadores , visando rastrear usuários de moedas digitais que não relataram seus lucros em suas declarações fiscais.

O Japão reconheceu o Bitcoin como um método legal de pagamento em Abril de 2017, um grande passo para ajudar o governo a evitar que casas de câmbio digital não regulamentadas sejam atacadas, como o colapso da Mt. Gox em 2014.