Bancos japoneses se unem para lançar serviços de plataforma de financiamento blockchain

Bancos japoneses se unem para lançar serviços de plataforma de financiamento DLT

Cinco bancos japoneses colaboraram para lançar uma infra-estrutura de serviços financeiros baseada na tecnologia de contabilidade distribuída (DLT), a plataforma financeira confirmada em um comunicado de imprensa em 1º de março.

Trabalharão juntos na plataforma, batizada de “Fitting Hub” o Banco de Iwate, Banco de Yokohama, Banco Aomori, Banco Akita e o Banco Yamanashi Chuo. O primeiro serviço disponível na plataforma - serviço de entrega eletrônica - deve ser lançado em abril, observa o comunicado.

O comunicado de imprensa afirma que tal sistema colaborativo baseado na tecnologia convencional de banco de dados complicaria a separação do controle de dados, “mas nessa plataforma, combinando a tecnologia de registro distribuído e a tecnologia de cripto dados, estamos construindo um sistema seguro e de baixo custo".

Informações anteriores deram um prazo para os testes começarem em julho de 2018 e a implantação completa dentro de um ano, conforme relatou a agência de notícias local Nikkei no final de janeiro de 2018, quando a parceria apareceu pela primeira vez.

Visando uma série de operações financeiras para melhorias de eficiência, os bancos aproveitarão a experiência da IBM durante a fase de desenvolvimento.

A gigante de TI construiu uma grande posição na arena blockchain empresarial através do uso de seu conjunto de serviços dedicado IBM Blockchain.

“Com o serviço de entrega eletrônica que será lançado desta vez, é possível receber e gerenciar dados de formulários de várias instituições financeiras e empresas em uma única tela”, explica o comunicado de imprensa, continuando:

“Para as instituições financeiras e os operadores de negócios que prestam serviços, essa prestação de serviços conjunta pode tornar o sistema barato em comparação com sistemas separados, além de reduzir bastante os custos de postagem e envio”.

Como o Cointelegraph relatou, o setor bancário japonês está dando passos integrativos importantes em blockchain e criptomoeda neste ano. No mês passado, a Mizuho anunciou que lançaria sua própria plataforma de criptomoeda e até mesmo lançaria sua própria stablecoin.

Ao mesmo tempo, a Daiwa, a segunda maior corretora de títulos do país, confirmou que concluiu o teste de uma solução de processamento pós-negociação blockchain.

Segundo o site da Fitting Hub, o novo projeto interbancário também incorporará a funcionalidade de autenticação e liquidação financeira.