No Japão, banco MUFG nega relatos de que esteja desenvolvendo nova moeda digital

O MUFG Bank, maior banco do Japão e o quinto maior banco do mundo, negou relatos de que planeja lançar uma moeda digital no Japão no próximo ano.

Em um comunicado de 4 de dezembro, o Mitsubishi UFJ Financial Group Bank (MUFG) disse que ainda não havia decidido se uma parceria comercial recente formaria uma entidade para uma moeda digital.

MUFG: afirmações sobre moeda digital não são oficiais

Anteriormente, vários veículos de mídia locais em inglês, incluindo o Japan Times, haviam relatado que o MUFG visava o primeiro semestre de 2020 para o lançamento de uma moeda digital ainda não identificada.

"Esses relatos não se baseiam em nenhum anúncio feito pelo MUFG Bank", dizia o comunicado. O MUFG acrescentou: “É verdade que concluímos o contrato de joint venture para o estabelecimento de uma nova empresa. Nenhuma outra decisão além dessa foi tomada a esse respeito no momento.”

Produtos de moeda digital tomam o mercado japonês de assalto

O produto permitiria que os usuários efetuassem pagamentos via smartphone usando códigos QR, com a conta em moeda digital vinculada a uma conta bancária.

Segundo o Japan Times, que citou "fontes bem informadas", o MUFG deteria uma participação minoritária na empresa por trás do token. 51% pertenceriam a seu parceiro, o provedor de serviços de recursos humanos Recruit Holdings.

Um número crescente de bancos está tentando atender à demanda por tais pagamentos, com esquemas como o J-Coin Pay do Mizuho Bank ganhando considerável atenção no país.

Tal movimento não seria o primeiro empreendimento do MUGF na esfera da moeda digital. Como o Cointelegraph informou, no ano passado, o banco lançou um projeto de moeda digital interna sob o nome "MUFG Coin".

Enquanto isso, em fevereiro, uma outra parceria com a rede de entrega de conteúdo Akamai teve como objetivo lançar uma rede de pagamento em blockchain, batizada de Global Open Network, no primeiro semestre de 2020.