Japão: Gigante de TI NTT Data e ministério da economia anunciam plataforma baseada em blockchain para comércio

A Organização de Desenvolvimento de Novas Tecnologias e Energia Industrial do Japão (NEDO) está trabalhando em um sistema de compartilhamento de dados baseado em blockchain para o setor de comércio, informou a Cointelegraph Japão na quinta-feira, 23 de agosto.

A NEDO, a maior organização de gestão pública do Japão, que promove a pesquisa e a implantação de tecnologias industriais e de energia, está alegadamente desenvolvendo um projeto baseado em blockchain para otimizar a infraestrutura para o compartilhamento de informações comerciais.

A organização está operando sob as instruções de seu corpo matriz, o Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI).

O projeto, apelidado de “Desenvolvimento de Infraestruturas para a Criação de Novos Modelos Industriais Aproveitando a IoT”, visa estabelecer um sistema de infraestrutura que irá digitalizar e aprimorar o processo de compartilhamento de dados logísticos entre entidades comerciais, como companhias de navegação, corretoras, autoridades portuárias, bancos e seguradoras.

Especificamente, o projeto pretende explorar um sistema mais eficiente e preciso de compartilhamento de dados, substituindo os processos atuais que usam mídia em papel ou arquivos PDF. De acordo com o comunicado de imprensa oficial, esses processos exigem trabalho manual caro e demorado, como a verificação de erros e entradas de dados redundantes.

Overview of a new infrastructure system for trade information collaboration

Visão geral de um novo sistema de infraestrutura para colaboração de informações comerciais. Fonte: METI

O projeto blockchain da NEDO é uma joint venture conduzida em parceria com a japonesa NTT Data, uma das maiores empresas de TI do país. De acordo com o comnicado de imprensa da NTT, a empresa também planeja introduzir a implementação social da nova plataforma de infraestrutura durante o ano fiscal de 2013, a fim de impulsionar a cadeia de fornecimento global.

No início desta semana, a Cointelegraph relatou que uma das maiores agências de aplicação da lei nos EUA, a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP), está prestes a lançar um teste ao vivo de um sistema de rastreamento de embarque baseado em blockchain.