Entrevista IOTA: “Sistemas confiáveis são absolutamente cruciais” hoje

A IOTA, a rede digital projetada para a Internet das Coisas (IoT) recentemente viu um aumento maciço no valor de sua criptomoeda, MIOTA. De acordo com aCoinMarketCap, a empresa foi da 9ª para a 4ª posição na capitalização de mercado, desbancando o titular do 4º lugar Ripple.

Para entender o que causou essa explosão maciça em valor, a Cointelegraph falou com Dominik Schiener e David Sønstebø, cofundadores da IOTA, para obter suas opiniões sobre o que precipitou os eventos recentes.

Cointelegraph: o aumento maciço do MIOTA nas últimas semanas deve ter sido encorajador. O que precipitou a explosão do preço, na sua opinião?

IOTA: A IOTA tem estado em desenvolvimento intensivo há mais de dois anos e não gastou dinheiro em marketing. Nesse momento, nosso foco foi fazer com que a próxima geração da tecnologia de livros-razão distribuídos fosse realidade. Neste período, recusamos listagem da IOTA em casas de câmbio para garantir que tudo funcionasse adequadamente antes de entrar no mercado.

Isso explica por que a IOTA agora está recebendo muita atenção aparentemente do nada. As pessoas seguiram o projeto por um longo período de tempo e, finalmente, conseguiram entrar. A listagem na Coinone da Coreia, juntamente com o lançamento do Data Marketplace e a subsequente cobertura da mídia, levaram a uma maior validação de que a IOTA está se consolidando como um protocolo líder de criptomoeda e distribuição.

Acreditamos que este foi o momento limite para muitos que estavam em cima do muro e observacam a IOTA à distância.

CT: O que é especificamente a recente parceria com a Microsoft e a Fujitsu?

IOTA: A Microsoft é um dos fornecedores de soluções em nuvem com a plataforma Azure. A Fujitsu, a Samsung ARTIK, a Accenture e muitas outras participantes do Data Marketplace exploram o conceito de comercialização de dados seguros e imutáveis em um livro-razão descentralizado. Estes são os primeiros passos para um fluxo aberto de dados na IoT para realizar a visão de Big Data.

CT: Como a sua plataforma Tangle é diferente do tradicional Blockchain?

IOTA: Resumindo, é que a IOTA vai além do Blockchain para se livrar de taxas, limitações de escala e problemas de centralização. Ela consegue isso fazendo da validação uma propriedade intrínseca de uso do protocolo. Quando você emite uma transação na IOTA, você também valida duas anteriores, que novamente fazem referência às suas próprias respectivas transações, e assim por diante, construindo este Diagrama Acíclico Direto que chamamos de Tangle.

Isso significa que os usuários também são validadores, o que nos permite nos livrar de mineros, que novamente se veem livres das tarifas e centralização que ocorrem na arquitetura Blockchain. Uma vez que todos estão validando duas transações para cada transação ou transmissão de dados transmitidos para a rede, significa que a quantidade de validações, exceto as transações por segundo, cresce junto com a atividade no razão. Em suma: quanto mais atividade, mais validação.

CT: Como você vê sistemas de confiança mudando no futuro?

IOTA: Sistemas confiáveis são absolutamente cruciais em uma época em que as decisões são automatizadas e podem agir globalmente em um instante. Acreditamos que a integridade dos dados, que você obtém gratuitamente no IOTA, é um componente principal disso. Além disso, estamos trabalhando na IDentity of Things (IDoT), o que facilitará a segurança de componentes e o desenvolvimento de sistemas de reputação para detecção de intrusão e proteção contra malwares etc.