Banco Industrial e Comercial da China vai adotar a tecnologia Blockchain

O presidente do Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) disse que o banco vai se concentrar no desenvolvimento de tecnologia blockchain, informou o BiaNews em 1º de setembro.

Fundado em 1984, o ICBC é declaradamente o maior banco da China, com mais de 5.000 clientes corporativos e 530 milhões de clientes. Em 2017, o banco concentrou-se na construção de “banco inteligente” e “implantação acelerada no campo das tecnologias financeiras”.

O presidente do ICBC, Yi Huiman, teria dito que a instituição financeira se concentrará em inovações em computação em nuvem, big data, inteligência artificial (IA), blockchain e Internet das Coisas (IoT).

De acordo com o BiaNews, o banco trabalhará em encontrar casos de uso para “banco inteligente”, que supostamente ajuda a melhorar o serviço no ecossistema financeiro e a proteger dados financeiros que são compartilhados com terceiros.

Enquanto a China é conhecida por sua postura negativa em relação às moedas digitais, apertando os regulamentos sobre cripto desde setembro de 2017, o país adotou os benefícios do blockchain e está trabalhando ativamente para desenvolver e aplicar a tecnologia em vários setores.

Na semana passada, o distrito autônomo de Beichuan Qiang, na província de Sichuan, e o grupo Beijing Sinfotek estabeleceram em conjunto uma nova empresa de blockchain, para “o desenvolvimento econômico florestal e o alívio da pobreza industrial”.

No início de agosto, o Partido Comunista da China (PCC) divulgou uma cartilha sobre a tecnologia blockchain e suas possíveis aplicações. Introduzindo o livro, o PCC supostamente pretende ajudar as autoridades governamentais a entender o conceito de tecnologia de livro-razão distribuído (DLT) e considerar os benefícios e desafios da adoção do blockchain em escala nacional.