A casa de câmbio indiana Coinsecure prepara o processo de reclamações do cliente após roubo de US $ 3,5 milhões

A Coinsecure, casa de câmbio indiana de Bitcoin (BTC), informou que começou a trabalhar no processo de reclamações de fundos perdidos de clientes no roubo de 438 BTC (US $ 3,5 milhões) da carteira da bolsa no início deste mês, em atualização divulgada em seu site em 21 de abril.

A equipe da Coinsecure disse que foi "inundada de ligações e e-mails" com relação ao desembolso dos fundos roubados, mas que sua equipe legal estava trabalhando “incansavelmente” junto com as autoridades, que estavam consumindo a maior parte do tempo. Além disso, afirmou que espera que o formulário de sinistros esteja pronto em breve e que os clientes possam enviar seus pedidos de reembolso até o próximo final de semana.

O roubo, que afetou cerca de 11.000 clientes, segundo o jornal local The Economic Times, supostamente ocorreu quando o CSO Amitabh Saxena incorretamente retirou fundos da carteira fria da casa de câmbio. Saxena supostamente estava on-line quando chaves privadas foram roubadas, um erro que a Coinsecure chama de "inaceitável".

A própria empresa declarou oficialmente que a alegação da CSO sobre o que deu errado “não parece convincente”, dizendo também que “muitas coincidências notadas para um hack dessa natureza ocorrerem”. A Coinsecure apresentou uma queixa formal às autoridades indianas pedindo que o passaporte de Saxena fosse apreendido.

Em um comunicado de imprensa em 13 de abril, a Coinsecure ofereceu uma recompensa de 10% a qualquer um na comunidade cripto que fornecesse informações que pudessem levar à recuperação dos fundos desviados. A casa de câmbio prometeu devolver integralmente as participações em BTC dos clientes, supondo que eles recuperem o BTC roubado. Se não, 90% dos fundos perdidos serão devolvidos em rúpias indianas, com 10 por cento em BTC a taxas bloqueadas a partir de 9 de abril. Isso significa que os clientes podem perder quase 34 por cento em ganhos de valor do BTC, com o BTC sendo negociado em torno de US $ 6.700 em 9 de abril e atualmente estando em US $ 8.932 no momento da pubicação do texto.

O Banco da Reserva da Índia (RBI) tem endurecido sua posição sobre transações relacionadas à criptomoeda, começando a examinar as contas mantidas pelas principais casas de câmbio do país, incluindo a Coinsecure, em janeiro de 2018. O RBI anunciou que proibiu todas as entidades reguladas de lidar com criptomoedas em 5 de abril.