Cinco pessoas são presas por supostamente torturar até a morte empresário de Bitcoin na Índia

Cinco homens foram presos no estado indiano de Kerala por supostamente torturarem até a morte o chefe de um esquema de investimento fracassado de US$ 62,5 milhões em Bitcoin. O Yahoo! Notícias deu a notícia em 2 de setembro.

Assassinos acreditam que vítima fraudou investidores

Segundo a reportagem, a polícia de Dehradun, em Uttarakhand, foi alertada sobre o incidente depois que um hospital local encontrou o corpo do falecido em um carro abandonado em um estacionamento.

Os documentos de identidade revelaram que a vítima era Abdul Shakoor, 35, de Malappuram, Kerala. As autoridades do hospital disseram à polícia que um grupo de quatro homens levou o corpo para o carro e fugiu do local.

Marcas no corpo indicavam que Shakoor havia sido torturado até a morte. O superintendente sênior de polícia de Dehradun (SSP) Arun Mohan Joshi divulgou detalhes da investigação policial, que estabeleceu que Shakoor tocava um esquema de investimento em Bitcoin (BTC) em Kerala antes de seu aparente assassinato.

Foi relatado que ele supervisionava uma rede de equipes que coletavam dinheiro de investidores em várias regiões - no valor de 450 milhões de rupias (US$ 62 milhões).

Quando o negócio aparentemente faliu, Shakoor fugiu de Kerala com quatro membros de sua equipe principal. Ele teria dito a um deles que sua conta Bitcoin havia sido supostamente hackeada e que ele tencionava lançar mão de sua própria criptomoeda para pagar os investidores.

Seu confidente, no entanto, não estava convencido e suspeitava que Shakoor ainda tivesse acesso à criptomoeda no valor de milhões de rúpias.

Ele entrou em contato com seus colegas para planejar como extorquir a senha de Shakoor e recuperar o dinheiro.

"Um monte de dinheiro seria perdido com a morte dele"

Em 12 de agosto, o confidente de Shakoor o levou a Dehdradun. Em 26 de agosto, ele e os outros quatro suspeitos alugaram uma casa, onde começaram a torturar Shakoor para forçá-lo a dar a senha. A polícia local disse à mídia que:

“O acusado o torturou tanto para recuperar a senha que Shakoor acabou falecendo. Como um monte de dinheiro seria perdido com sua morte, os homens o levaram a um hospital, esperando por um milagre. Porém, assim que o hospital o declarou morto, eles o levaram para outro hospital, onde receberam a mesma resposta. Então, eles abandonaram o corpo no carro e fugiram do hospital.”

Relata-se que várias equipes policiais saíram no encalço dos cinco suspeitos usando a CCTV e parceiros de vigilância locais em hoteis e centros de transporte.

Conforme relatado no ano passado, um investidor e blogueiro de criptomoedas russo foi assassinado por assaltantes mascarados em São Petersburgo depois de se gabar de sua riqueza advinda da cripto na internet.