‘Prefiro bananas’, diz milionário da tecnologia Mark Cuban sobre o Bitcoin

O investidor bilionário em tecnologia Mark Cuban disse que seria mais feliz sendo proprietário de bananas do que de Bitcoin (BTC).

Cuban deu suas declarações durante uma sessão de perguntas e respostas (Q&A) publicada no YouTube no canal da rede de notícias de tecnologia Wired, em 27 de setembro.

Durante a sessão de perguntas e respostas, ele respondeu a um usuário do Twitter que perguntou por que Cuban odiava as criptos se elas podiam podia "proporcionar oportunidade para as pessoas aumentarem seu patrimônio líquido".

Primeiro, ele sugeriu que o problema dele com o Bitcoin é que seu preço é determinado pela demanda do mercado:

"Aqui está a coisa sobre criptografia, particularmente o Bitcoin: o Bitcoin vale o que alguém paga por ele."

BTC não tem valor agregado

Cuban ainda continuou, sugerindo que o Bitcoin não tem valor intrínseco. Para explicar melhor seu raciocínio sobre o assunto, ele comparou o criptoativo com obras de arte, histórias em quadrinhos e cards de beisebol:

“Você já viu alguém que colecionava cards de beisebol? E eles eram muito, muito, muito orgulhosos de seus cards, mas porque continuavam dizendo que eles iam subir de preço? Quadrinhos - a mesma coisa, até obras de arte. Não existe um valor intrínseco real, você não pode comer um card de beisebol [...] Seu trabalho artístico pode parecer bom na parede, mas não há muito o que fazer com ele. O Bitcoin - há muito menos que você pode fazer com ele: pelo menos eu posso olhar para o meu card de beisebol [...], posso olhar para a arte. "

Bitcoin é como o outro, como uma religião

Em seguida, ele disse estar preocupado com o fato do Bitcoin talvez seja muito complicado para as pessoas comuns, devido ao grande número de opções de armazenamento e necessidade de prevenção contra roubo. Ele disse então que o Bitcoin, muitas vezes chamado de ouro digital, é realmente como ouro:

"Eu digo que é como ouro. O ouro é uma religião: as pessoas que gostam muito de ouro - elas dizem que há se o mundo tiver uma depressão forte e tudo for para o inferno rapidamente, você, proprietário de ouro, ficará bem. Não, não! Se você carrega uma barra de ouro, alguém vai bater na sua bunda, nocauteá-lo e roubar sua barra de ouro e isso pode acontecer de novo e de novo e de novo. Eu prefiro bananas, posso comer bananas. Criptos... nem tanto."

As declarações de Cuban fazem coro com o que ele disse em agosto, quando declarou que os fundamentos do Bitcoin são parecidos com o ouro e os definiu como colecionáveis. No final, Cuban admitiu que não é "contra as criptomoedas". Ele apenas alerta os investidores "a serem muito cuidadosos" e observa que "na melhor das hipóteses, eles armazenam valor".

Como o Cointelegraph publicou em julho, Mark Cuban definiu a stablecoin do Facebook como um grande erro. Ele observou que "globalmente e em países onde não há muitas regras da lei, ou muita estabilidade do governo ou estabilidade da moeda, isso pode ser perigoso".