ICE confirma oficialmente para 9 de dezembro o lançamento de futuros de Bitcoin com liquidação em dinheiro

A plataforma Bakkt, de propriedade da Intercontinental Exchange (ICE), confirmou oficialmente seu próximo lançamento de um contrato futuro de Bitcoin (BTC) com liquidação em dinheiro.

Em um comunicado publicado em 22 de novembro, a ICE - operadora de 23 das principais bolsas globais, incluindo a Bolsa de Nova York - revelou que o contrato será listado na ICE Futures Singapore a partir de 9 de dezembro.

Alterações nas regras abertas para revisão até 29 de novembro

Durante a conferência Invest: NYC no início deste mês, Adam White, COO da Bakkt, foi o primeiro a revelar publicamente que a Bakkt estava de olho em uma opção de pagamento em dinheiro.

O anúncio de hoje confirma formalmente os detalhes divulgados à imprensa por fontes privilegiadas. Especificamente que o contrato será liberado pela ICE Clear Singapore e que ele conseguiu  a aprovação do banco central e regulador financeiro de facto da cidade-estado, a Autoridade Monetária de Singapura.

Como a ICE descreve, o novo produto, chamado Bakkt Bitcoin Cash Settled Futures, será mensal e liquidado com base nos dados de seu contrato mensal de Futuros de Bitcoin da Bakkt (USD) já existente, entregue fisicamente - um produto pioneiro que foi o primeiro a dar aos investidores futuros exposição direta à criptomoeda subjacente.

A ICE Singapore publicou detalhes das especificações do contrato e propôs mudanças de regras e convidou as partes a enviar comentários sobre elas até 29 de novembro.

Comunidade cripto do Twitter dividida

Embora o contrato entregue fisicamente pela Bakkt tenha sido quase unanimemente saudado pela comunidade e pelo setor de criptomoedas como um marco, as respostas das redes sociais ao "retuíte" de Adam White da confirmação da ICE foram mais ambivalentes.

Os futuros de Bitcoin com liquidação em dinheiro - que são negociados desde dezembro de 2017 na CME e na CBOE - sempre atraíram suspeitas, com alguns afirmando que o preço do Bitcoin é vulnerável à manipulação antes de acordos de contrato.