Estudo da IBM: a maioria das empresas financeiras globais acha que os bancos centrais devem emitir moedas digitais

A maioria das instituições financeiras globais pesquisadas acredita que os bancos centrais devem desenvolver moedas digitais emitidas pelos bancos centrais (CBDCs), segundo um estudo conjunto da IBM Blockchain World Wire e do Fórum Oficial de Instituições Financeiras e Monetárias (OMFIF) divulgado em 25 de outubro.

O estudo inclui 21 bancos centrais que participaram da pesquisa do OMFIF entre julho e setembro de 2017. Os relatórios apontam que os participantes não conseguiram chegar a um acordo sobre se os governos deveriam emitir suas próprias criptomoedas, assim como se dividiriam sobre os processos associados de gerenciamento e acesso esses CBDCs, observa uma fonte de notícias sobre tecnologia The Next Web.

76% dos entrevistados expressaram incertezas sobre a eficiência das implantações de tecnologia de contabilidade distribuída (DLT), enquanto a maioria das instituições financeiras pesquisadas disse acreditar que os bancos centrais deveriam emitir suas próprias moedas digitais.

Ainda assim, 38% das instituições financeiras do estudo estão explorando e testando CBDC ativamente, enquanto o resto, 62%, são consideradas completamente inativas neste campo.

Além de fornecer estatísticas sobre as opiniões sobre as moedas digitais emitidas pelos bancos centrais pelas instituições financeiras globais, o relatório também inclui uma série de abordagens para estabelecer CBDCs, bem como oferece orientação para as instituições sobre como gerenciar os desafios associados.

Em 23 de outubro, um executivo sênior do banco HSBC Craig Ramsey, do Reino Unido, afirmou que tanto CBDCs quanto as implantações de blockchain representam um "grande desafio" para os sistemas existentes de liquidação bruta em tempo real (RTGS).

Na semana passada, o vice-governador do Banco do Japão (BOJ), Masayoshi Amamiya, reivindicou que os CBDCs provavelmente não melhorariam os sistemas monetários existentes, já que o controle da economia através dos CBDCs só funciona se os bancos centrais eliminarem dinheiro fiduciário do sistema financeiro.