IBM lança novo produto de cadeia de suprimentos em blockchain com tecnologia da Red Hat

A gigante da tecnologia global IBM lançou um novo produto da cadeia de suprimentos integrada, baseado nas tecnologias da IBM, incluindo Watson AI e IBM Blockchain.

Integração em núvem híbrida

Chamado Sterling Supply Chain Suite, o novo produto da IBM permite suporte de nuvem híbrida para a integração de dados entre fabricantes, varejistas e outros participantes da rede, fornecendo potencialmente maior confiabilidade, transparência e segurança, conforme anúncio da empresa em 8 de outubro.

Especificamente, o nível de flexibilidade de integração fornecido pelo novo serviço permite que as empresas atualizem e melhorem suas soluções da cadeia de suprimentos de acordo com as necessidades de negócios.

Compra da Red Hat

A IBM diz que os recursos de arquitetura aberta dos serviços do Sterling Supply Chain Suite são possibilitados pela recente aquisição da Red Hat, fornecedora de soluções empresariais de código aberto da empresa, a qual a IBM comprou em julho de 2019 por um valor patrimonial total de US$ 34 bilhões.

No caso, os clientes poderão escolher onde executar sua força de trabalho e a capacidade de vinculá-los a serviços de valor agregado no IBM Sterling Supply Chain Suite.

Por exemplo, uma vez certificados, os pacotes do IBM Sterling Order Management para a Red Hat OpenShift permitirão que os clientes continuem executando o software através de seu próprio datacenter ou de qualquer nuvem, diz o comunicado.

A IBM é uma das maiores empresas a adotar testes com tecnologia blockchain em cadeias de suprimentos e logística. Em meados de setembro, um grupo de empresas cafeeiras globais anunciou planos para lançar, no início de 2020, uma plataforma blockchain para a cadeia de suprimentos de café usando um aplicativo desenvolvido pela IBM.

No fim de agosto, o departamento alfandegário da Tailândia revelou que vai usar a solução blockchain Tradelens da IBM para rastrear o transporte nos portos tailandeses.