Como se proteger do Cavalo de Troia CryptoShuffle

A empresa russa de segurança cibernética Kaspersky Labs advertiu os proprietários de criptomoedas que suas moedas não são seguras mesmo em carteiras privadas. Um novo cavalo de troia chamado CryptoShuffler está roubando moedas bem debaixo dos narizes dos usuários ao substituir os endereços da carteira na área de transferência do usuário, pois eles copiam e colam os dados da carteira para transferências. Nenhuma carteira está segura porque o cavalo de troia utiliza a função da ctrl+c e ctrl+v nos computadores.

O cavalo de troia já causou uma quantidade substancial de dano em pouco tempo, embora os pesquisadores cibernéticos acreditam que o cavalo de troia esteja no ar por talvez um ano ou mais. Segundo a Kaspersky:

"... os cibercriminosos já conseguiram roubar 23 Bitcoins, o equivalente a aproximadamente US $ 140.000 (no final de outubro). Além disso, milhares de dólares de outras criptomoedas, como Litecoin, Dash, Monero, Ethereum, Zcash e Dogecoin, foram acumulados".

Proteja-se

A maneira mais básica de se proteger é comparar cuidadosamente o endereço que você inseriu após a cópia. Verificar cuidadosamente os endereços da carteira para cada transação deve manter seus fundos seguros.

No entanto, os desenvolvedores do cavalo de troia sabem que o processo normal é simplesmente copiar, colar e enviar, sem verificar cuidadosamente o endereço. Por esse motivo, a Kaspersky está alertando os usuários a tomarem precauções especiais.

Além disso, os usuários são aconselhados a utilizar um sistema antivírus e antimalware para detectar e remover programas mal-intencionados. À medida que o mundo da criptomoeda continua a crescer, os riscos continuarão a aumentar, e os donos terão de estar vigilantes para proteger seus fundos.