Hong Kong: Cripto moeda do Banco Central

Hong Kong não emitirá uma criptomoeda do Banco Central (CBDC), citando a já existência de infra-estrutura de pagamento eficiente, segundo um comunicado do governo publicado ontem, 30 de maio.

Joseph Chan, o secretário interino dos Serviços Financeiros e do Tesouro no Conselho Legislativo, disse em resposta a perguntas sobre o Banco Popular da China (PBoC) e a Autoridade Monetária de Hong Kong (HKMA) emitindo moedas digitais que embora o HKMA esteja monitorando o desenvolvimento das criptomoedas globalmente, eles não têm “nenhum plano para emitir CBDC neste momento”.

De acordo com Chan, o Comitê de Pagamentos e Infraestrutura de Mercado (CPMI) - formado por membros do PBoC e do HKMA - e o Comitê de Mercados (MC) do Banco de Compensações Internacionais têm colaborado em um estudo sobre o efeito do CBDC. . O relatório CBDC recentemente publicado concluiu que “as implementações atualmente propostas do CBDC para pagamentos de atacado parecem muito semelhantes e não são claramente superiores às infra-estruturas existentes”:

“O CBDC, que pode ser amplamente disponibilizado ao público em geral e servir como alternativa segura, robusta e conveniente, levanta importantes questões e desafios que precisam ser abordados”

O relatório também observa que quaisquer benefícios do CBDC podem ser reduzidos pela existência de eficientes produtos de pagamento do varejo privados , tornando o CBDC “um assunto que requer mais estudos e mais trabalhos de prova de conceito para verificar sua viabilidade para pedidos de pagamento”.

Chan conclui que o governo também monitorará o desenvolvimento internacional de Ofertas iniciais de mordas (ICOs) e criptomoedas, a fim de "proteger o interesse do público investidor" em Hong Kong

No início de maio, o Financial Services and Treasury de Hong Kong (FSTB) divulgou seu próprio relatório que concluiu que o uso de criptomoeda não tinha qualquer impacto visível na lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.