HitBTC desmente alegações da Atlas Quantum sobre conta bloqueada: 'nada em nosso sistema'

Depois de publicar vídeo onde responsabiliza exchanges estrangeiras pelo atraso no pagamento de saques de sua plataforma, a Atlas Quantum foi desmentida por uma das partes envolvidas no caso - a exchange de criptomoedas HitBTC

A história começou quando um usuário do Twitter questionou o perfil oficial da exchange sobre as alegações da Atlas Quantum - o tweet inicial com a pergunta, entretanto, foi apagado. Em resposta, a HitBTC afirmou:

"Nós não podemos confirmar as alegações recentes da Atlas Quantum em relação à HitBTC, já que não temos nenhuma conta bloqueada com este saldo ou algum saldo parecido. Mais do que isso, não recebemos nenhuma solicitação oficial de suporte por parte do time da Atlas Quantum até agora."

Em seguida, o usuário "VDRibeiro" replicou, responsabilizando a exchange pelo suposto bloqueio da conta da Atlas, que estaria "prejudicando o mercado cripto no Brasil". 

Ele também acrescentou o vídeo da Atlas à mensagem, como prova de que a empresa brasileira se posicionou oficialmente sobre o assunto, e disse que "não trabalha na Atlas, mas vê que as pessoas na empresa trabalham duro" e que passam por problemas por "culpa sua [HitBTC] e da Gate.io."

Em resposta, a conta oficial da HitBTC replicou a mesma jusiticativa enviada anteriormente:

"Querido Valter, nós não podemos confirmar as alegações recentes da Atlas Quantum em relação à HitBTC, já que não temos nenhuma conta bloqueada com este saldo ou algum saldo parecido. Mais do que isso, não recebemos nenhuma solicitação oficial de suporte por parte do time da Atlas Quantum até agora."

Valter "VDRibeiro" replicou: "Então vocês não confirmam os fundos exibidos no vídeo? Ele é autêntico, exibido para os clientes que visitam a sede da empresa em São Paulo". E a HitBTC respondeu: 

"Nada parecido com o que é mostrado neste vídeo existe em nosso sistema. Não temos como confirmar as alegações deles contra nós."

Em vídeo divulgado no início de setembro, o CEO da Atlas Quantum, Rodrigo Marques, exibiu, em vídeo, saldos que a empresa supostamente teria e que estavam bloqueados pelas exchanges - o vídeo mostral algo como 5.000 BTC na conta da HitBTC e US$15 milhões em Tether (USDT).

A reportagem do Cointelegraph tentou contato com a Atlas Quantum para ouvir a opinião da companhia sobre as mensagens divulgadas pela HitBTC, mas não obteve retorno até a publicação deste texto, que será atualizado caso a empresa o faça.