Levi's faz parceria com Universidade de Harvard por sistema de segurança industrial baseado na blockchain

A Universidade de Harvard e a empresa norte-americana de roupas Levi Strauss & Co - mais conhecida no Brasil como Levi's - anunciaram uma colaboração com o grupo de pesquisa New America para desenvolver um sistema de segurança de fábricas baseado na blockchain, informou a agência Reuters em 24 de janeiro.

O novo sistema visa substituir os auditores externos de saúde e segurança das fábricas por uma infra-estrutura de autorrelatos dos trabalhadores. 

“Nos últimos 25 anos, o trabalho nas cadeias de fornecimento tem sido monitorado principalmente por auditorias... Um sistema distribuído de pesquisa sobre a blockchain que vai direto à fonte oferece uma nova solução.” disse o Dr. Eileen McNeely, diretor na Universidade de Harvard. 

Três fábricas da Levi's no México, empregando 5.000 trabalhadores, serão as primeiras a usar o sistema, supostamente ainda este ano - outro teste está previsto para 2020. 

O sistema fará uma pesquisa anual de segurança em uma blockchain. A pesquisa irá usar um índice desenvolvido pela Universidade de Harvard. Allison Price, diretora executiva do Blockchain Trust Accelerator na New America, disse que colocar o resultado da pesquisa em uma blockchain significa que "os resultados nunca serão manipulados".

A blockchain será supostamente fornecida pela ConsenSys, a empresa de blockchain fundada por Joseph Lubin, um dos autores originais do Ethereum (ETH). Segundo a Reuters, o desenvolvimento do sistema é financiado por uma concessão do Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Como o Cointelegraph informou recentemente, as demissões recentes na Consensys afetaram cerca de 10% de sua equipe, incluindo funcionários em cargos técnicos e de suporte. Em dezembro passado, surgiram relatórios que indicam que a empresa estava prestes a demitir entre 50% e 60% de seus funcionários.