Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central do Brasil, ganha hardware wallet com Tezos em evento no Rio de Janeiro

O ex-presidente do Banco Central do Brasil, Gustavo Franco, ganhou sua primeira criptomoeda durante o 1BlockTrends realizado pela QR Capital, empresa que atua no setor de Bitcoin e criptoativos, no Rio de Janeiro, em 26 de agosto.

Franco, que paletrou no evento falando sobre "Tecnologia e os próximos capítulosa da história monetária", se mostrou cético quanto ao potêncial das criptomoedas e da tecnologia blockchain. Segundo ele, nem mesmo as Moedas Digitais de Bancos Centrais (CBDCs) precisam de blockchain.

"Se você terá uma moeda digital emitida por um Banco Central, que é uma autoridade garantidora, porque você precisa de blockchain?", disse.

Ao final de sua paletra Franco foi premiado com uma hardware wallet, "que aceita criptomoedas, Bitcoin e outros tokens", disse um dos organizadores do evento presente no local, "Você pode guardar suas cripotomoedas aqui", disse.

"Você pode escolher qual criptomoeda você quer receber, mas desde já, vamos enviar um pouco de Tezos para você ver como ela funciona", destacou.

O eventou encerrou com uma palestra de Ryan Lackey, da Tezos Foundation, que falou sobre a criptomoeda e sobre as potencialidades da tecnologia blockchain.

Como reportou o Cointelegraph, o evento, organizado pela QR Capital no Rio de Janeiro, além de Franco, trouxe outras personalidades, inclusive o Superitendente da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM), Antonio Carlos Berwanger que destacou que a autarquia está preparando sua estrutura interna a fim de viabilizar os primeiros projetos dentro do Sandbox regulatório que deve ter os projetos selecionados no início de 2020.