'Computador quântico do Google ainda está longe de ser útil', diz cofundador da Ethereum

O cofundador da Ethereum, Vitalik Buterin, não está impressionado com a ameaça percebida que o Bitcoin (BTC) enfrenta do computador quântico do Google

Buterin foi ao Twitter em 23 de outubro, onde comentou as notícias de que o Google alcançou a supremacia quântica, o que significa que um computador quântico resolveu um cálculo matemático que levaria mil anos para um computador tradicional resolver. Buterin compartilhou uma analogia aparentemente sarcástica:

"Minha impressão de uma frase sobre a recente supremacia quântica até agora é que é para a computação quântica real, o que as bombas de hidrogênio são para a fusão nuclear. Prova de que um fenômeno e a capacidade de extrair energia dele existem, mas ainda longe de serem usados para coisas úteis".

Supremacia quântica tem “Bupkis” no Bitcoin

O evangelista e educador do Bitcoin, Andreas Antonopoulos, ecoou sentimentos semelhantes em relação ao computador quântico do Google, no início de outubro, quando disse que a ameaça ao Bitcoin pela supremacia quântica do Google é "zip, bupkis nada:

"Qual é o efeito na mineração e no mundo da criptomoeda em geral? Zip, bupkis, nada, nada realmente acontece. A supremacia quântica - o que o Google descreveu - está demonstrando a aplicabilidade prática dos computadores quânticos a certas classes de problemas. Essas classes de problemas não são a mesma classe de problema de que estamos falando quando falamos em quebrar a criptografia".

Em teoria, os computadores quânticos podem acelerar enormemente o processo de solução de cálculos complexos e, portanto, podem representar uma ameaça real ao mecanismo de prova de trabalho do Bitcoin, bem como à tecnologia blockchain em geral. Os cálculos quânticos serão infinitamente superiores à criptografia moderna, de forma a reverter as transações de criptomoeda e, possivelmente, obter acesso a chaves privadas.

A descoberta quântica pode melhorar a proof-of-stake

Scott Aaronson, um teórico quântico da Universidade do Texas, afirmou recentemente que a tecnologia de computação quântica do Google pode realmente ser uma grande ajuda para melhorar a tecnologia que sustenta as criptomoedas de proof-of-stake (PoS). Ele escreveu em seu blog:

"Um experimento de supremacia quântica baseado em amostragem poderia quase imediatamente ser redirecionado, para gerar bits que podem ser comprovadamente aleatórios para um "terceiro cético" (sob suposições computacionais). Isto, por sua vez, tem possíveis aplicações para as moedas cripto de proof-of-stake e outros protocolos criptográficos. Estou esperançoso de que mais aplicações deste tipo serão descobertas num futuro próximo."