Para Antonopoulos, 'supremacia quântica' do Google não tem impacto no Bitcoin

O Bitcoin (BTC) tem "zíper" para recear os mais recentes avanços em computação quântica do Google, confirmou uma das figuras mais conhecidas do setor.

Efeito sobre o Bitcoin? “Nenhunzinho”

Falando em uma sessão de perguntas e respostas em 10 de outubro, Andreas Antonopoulos acalmou os ânimos sobre como o recente sucesso da computação quântica do Google pode impactar criptomoedas como o Bitcoin.

“Qual é o efeito na mineração e no mundo das criptomoedas em geral? Nenhunzinho, nada realmente acontece”, resumiu ele.

Como o Cointelegraph relatou no mês passado, o Google anunciou que usava um computador quântico para executar uma tarefa, que uma máquina normal levaria dezenas de milhares de anos para concluir.

Descrito como "supremacia quântica", o evento despertou preocupações imediatas sobre blockchains públicas.

Mal-entendidos despertam preocupações com cripto

Antonopoulos, no entanto, disse que estes eram infundados.

"A supremacia quântica, descrita pelo Google, está demonstrando a aplicabilidade prática de computadores quânticos a certas classes de problemas", explicou.

Antonopoulos continuou:

"Essas classes de problemas não são as mesmas de que falamos quando falamos em quebrar a criptografia".

A ideia de a quântica ameaçar o Bitcoin já havia surgido há vários anos, Antonopoulos também a descartou devido à falta geral de sofisticação da tecnologia.

Porém, tornar-se resistente à quântica, pelo menos em termos de algoritmos de assinatura, está no roteiro do Bitcoin como uma etapa necessária, acrescentou.