Pesquisa de mercado revela que receitas globais de blockchain devem atingir US$ 10 bilhões até 2023

Receitas globais da tecnologia blockchain devem atingir US$ 10 bilhões até 2023.

A empresa de consulturia para o mercado de tecnologia ABI Research publicou uma pesquisa sobre receitas globais da tecnologia blockchain em 28 de agosto.

Segundo a ABI, os investimentos no espaço continuam a aumentar apesar da diminuição do número de ofertas iniciais de moeda (ICO), em grande parte devido ao desenvolvimento da infraestrutura de blockchain para o financiamento de capital de risco (VC).

Financiamento de capital de risco deve dar maior impulso

A ABI diz que o capital de risco já está chegando ao nível das ICOs como uma forma de financiamento, com 620 rodadas no total de US $ 3,1 bilhões no ano passado, já chegando às 153 rodadas em US$ 850 milhões no ano anterior.

A diretora de pesquisa de segurança digital e blockchain da ABI, Michela Menting, disse:

“As regulamentações mais rígidas (incluindo títulos) e tributação (como moeda estrangeira, renda, ativos financeiros, etc.) em vários países para criptomoedas estão levando os investidores a olhar além das ICOs, buscando investimentos mais estáveis baseados em capital de risco, como para startups blockchain focadas em infra-estrutura de suporte, varejo, cadeia de suprimentos e aplicações corporativas.”

Classe de middleware de aplicativos blockchain

Apesar da forte receita, as aplicações de blockchain além das finanças e valores mobiliários sofrem com a falta de uma classe de ofertas de middleware (software de computador que fornece serviços para softwares aplicativos além daqueles disponíveis pelo sistema operacional) de blockchain que possa vincular blockchain-as-a-service com aplicativos de startups.

Ainda assim, a ABI espera que tais ofertas comecem a ser desenvolvidas a partir de 2021, com componentes independentes da plataforma, em contraste com os atuais serviços de bloqueio. Menting observou que ela não espera que o inverno cripto tenha um efeito negativo duradouro, dizendo:

"Embora o inverno cripto tenha diminuído um pouco os ânimos, e apesar da conclusão bem-sucedida de muitos pilotos, a queda no ímpeto é temporária e servirá para filtrar as ofertas superficiais e fraudulentas do mercado".

Como o Cointelegraph publicou ontem, no último exemplo de financiamento de capital de risco no espaço blockchain, a Algo Capital levantou US$ 200 milhões - o dobro de sua meta original - para o seu fundo de capital de risco.