Governo de Gibraltar lança grupo consultivo para desenvolver cursos educacionais relacionados ao blockchain

O governo de Gibraltar, em colaboração com a Universidade de Gibraltar, criou um grupo consultivo voltado para o desenvolvimento de cursos educacionais relacionados ao blockchain, segundo o jornal Chronicle de Gibraltar, em 19 de outubro.

O grupo de Novas Tecnologias na Educação (NTiE) é uma iniciativa conjunta entre o governo, a Universidade de Gibraltar e algumas das principais empresas de tecnologia sediadas no país. Após a expansão de novas tecnologias em Gibraltar, o NTiE abordará a demanda por competências relacionadas tanto no setor privado quanto no nível governamental.

Os cursos - que deverão ser lançados no final deste ano - também serão apoiados por “contribuições significativas” de participantes do setor que estão em vias de se tornarem licenciados pela Comissão de Serviços Financeiros de Gibraltar.

“Fornecer acesso a cursos inovadores com a contribuição de especialistas daqueles que usam essa tecnologia no setor privado é um componente vital no desenvolvimento de uma comunidade comercial sustentável de tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) em Gibraltar”, declarou Gilbert Licudi, conselheiro da Rainha e ministro com responsabilidade pela Universidade de Gibraltar.

Dentro da iniciativa, a universidade irá desenvolver e melhorar a expertise em novas tecnologias, incluindo DLT, codificação e contratos inteligentes, emitindo posteriormente um Certificado Profissional de Competência dentro desta área. O governo declarou:

“O lançamento do grupo consultivo NTiE continua a impulsionar Gibraltar como um centro de novas tecnologias, após o anúncio, em janeiro de 2018, de que Gibraltar seria a primeira jurisdição global a introduzir legislação sobre a tecnologia Distributed Ledger.”

Segundo declaração do Ministro da Educação, John Cortes, apenas 27% das universidades em todo o mundo oferecem cursos relacionados a blockchain, enquanto metade das 50 principais universidades internacionais oferecem cursos relacionados, o que significa que o interesse pelo assunto está crescendo.

Um estudo da Coinbase realizado em agosto mostra que os cursos relacionados a blockchain e crypto são mais populares nos EUA. Apenas cinco das 18 universidades analisadas que operam fora dos EUA oferecem pelo menos uma turma nesses tópicos.

Em setembro, a Universidade de Nova York (NYU), através da NYU Stern School of Business, tornou-se a “primeira” universidade nos EUA a oferecer aos estudantes uma grande tecnologia de blockchain. Seguindo o crescente número de estudantes interessados na nova oferta, a NYU supostamente dobrou sua oferta de cursos neste ano letivo.