Fundstrat espera que 2019 traga melhorias de incrementos que suportem preços mais altos de cripto

A empresa de pesquisa Fundstrat Global Advisors, com sede em Nova York, divulgou sua previsão de cripto para  2019 na sexta-feira, 8 de fevereiro. Os analistas descrevem melhorias incrementais que supostamente suportam preços mais altos por criptomoedas.

Tom Lee, cofundador e analista pró-cripto de Wall Street, comentou o estudo em seu Twitter. Ele postou uma introdução ao estudo e infográficos que traçam as principais tendências do mercado de 2017 até agora.

"Vemos 9 melhorias incrementais na paisagem que, em última análise, suportam preços mais altos", afirma o tuíte de Lee.

A prévia do capítulo de introdução fornece uma breve avaliação de 2018, que, segundo a Fundstrat, trouxe muita decepção.

Os analistas afirmam que os ventos desfavoráveis ​​e negativos, como a pós-ressaca da oferta inicial de moedas (ICO), os desdobramentos regulatórios adversos e a exuberância excessiva reverteram algumas conquistas da cripto, incluindo o lançamento da Rede Lightning eo crescimento das carteiras. Como resultado, o ano foi mais como uma “manhã de ressaca”, diz o relatório.

Porém, em 2019, a situação começará a mudar lentamente. A Fundstrat acredita que ainda é cedo para falar sobre a adoção em massa, mas observa que os preços da criptomoeda provavelmente terão uma visível recuperação:

“2019 é o ano da ruptura do mainstream? Não. Mas isso não é necessário para que os preços das criptos finalmente cheguem ao mínimo em 2019 e, até o final de 2019, esperamos que os preços tenham uma visível recuperação”.

Em um nível macro, o relatório nomeia o enfraquecimento esperado do dólar dos Estados Unidos como um primeiro motivo por trás da recuperação dos preços do Bitcoin (BTC). Os analistas da Fundstrat também acreditam que as ações dos mercados emergentes superarão as ações e títulos dos EUA, criando assim um ambiente amigável para a cripto.

As perspectivas ainda afirmam que os investimentos institucionais já há muito antecipados também aumentarão em 2019 devido aos desenvolvimentos nas soluções de custódia e no mercado de balcão (OTC), contribuindo assim para a recuperação dos preços de cripto.

Além disso, a Fundstrat menciona que o interesse geral em cripto pode ser estimulado pela recente decisão da Binance de apoiar compras de cripto com cartão de crédito, junto com os rumores de que grandes empresas como Bitfury e Bitmain poderiam considerar a realização de ofertas iniciais públicas (IPO).

O lançamento do relatório coincidiu com uma recuperação do mercado que começou na sexta-feira, 8 de fevereiro. O Bitcoin rompeu a barreira dos US$ 3.600 e conseguiu se manter por lá por três dias seguidos, enquanto outras moedas importantes registraram ganhos de dois dígitos naquele mesmo dia.

No final de 2018, Tom Lee anunciou que não vai mais dar mais previsões para o preço do Bitcoin. No entanto, o analista ainda acha que US$ 25.000 é um preço justo para a principal criptomoeda do mundo, observando que o valor justo da moeda pode chegar a US$ 150.000.