França não tributará operações exclusivamente com cripto, mas sim troca por moedas 'tradicionais'

O ministro da Economia da França, Bruno Le Maire, disse em 12 de setembro que as autoridades francesas não tributarão transações cripto-a-cripto, mas tributarão quando as criptomoedas forem vendidas por moeda fiduciária.

A Bloomberg Tax informou sobre as declarações de Le Maire em 12 de setembro. De acordo com o relatório, ele observou:

“Acreditamos que o momento em que os ganhos são convertidos em dinheiro "tradicional" é o momento certo para avaliar os impostos.”

Rastreamento de transação mais fácil

O autor do relatório também explica que essa abordagem para tributar o comércio de criptomoedas ajudaria no rastreamento de transações, que ele acredita ser um desafio comum no comércio de cripto-a-cripto. Le Maire também teria endereçado o pedido de Imposto sobre Valor Agregado (IVA) às criptomoedas.

Mais precisamente, ele explicou que o IVA deve ser aplicado às transações em criptomoedas somente quando elas são usadas para adquirir um ativo ou serviço. A França já está implementando a nova abordagem para tributação de criptomoedas.

Enquanto isso, em Portugal

Como o Cointelegraph relatou no final de agosto, a Autoridade Tributária de Portugal esclareceu que tanto o comércio de criptomoedas quanto os pagamentos em cripto não serão tributados no país.

Também em agosto, uma lei tributária que visa permitir a exclusão de ganhos ou perdas em trocas semelhantes de moeda virtual foi introduzida na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos.