Ex-intérprete do Exército dos EUA pega 30 anos de cadeia pelo comércio de drogas por criptos da darkweb

Um ex-intérprete das forças militares dos Estados Unidos foi condenado a 30 anos de prisão por negociar fentanil, o que levou à morte de um fuzileiro naval dos EUA.

Drogas pagas com criptomoedas

De acordo com uma matéria da Reuters em 3 de outubro, um ex-intérprete iraquiano dos EUA foi condenado a 30 anos de prisão federal sem a possibilidade de liberdade condicional por usar a darknet para vender fentanil.

Alaa Mohammed Allawi se declarou culpado das acusações de uso de drogas e reconheceu o uso do agora extinto mercado da darknet Alpha Bay para vender uma variedade de drogas pesadas, como a oxicodona com fentanil, aceitando pagamentos em criptomoedas.

Em 2017, a negociação de drogas de Allawi acabou levando à morte de um fuzileiro naval, que tomou uma de suas pílulas em uma festa enquanto estava estacionado em Camp Lejeune, Carolina do Norte. O agente especial, Will Glaspy, disse:

“Desde o uso da dark web, a fabricação clandestina de pílulas falsificadas com fentanil, até as vendas de drogas dirigidas a estudantes universitários, Allawi operou com pouca preocupação com as pessoas em nossas comunidades.”

Venda ilegal de drogas e criptos

O Cointelegraph relatou anteriormente que, de acordo com o relatório da Ciphertrace sobre o combate à lavagem de dinheiro, quase todos os medicamentos vendidos nos mercados da darknet são comprados com criptomoedas. A darknet oferece um ambiente atraente, lucrativo e, na maior parte, seguro para os traficantes de drogas ilegais.

O professor Talis Putnins, co-autor de um influente artigo da Universidade de Tecnologia de Sydney sobre criptomoedas e drogas ilegais, tinha o que dizer sobre criptomoedas:

“As criptomoedas transformaram fundamentalmente a maneira como as drogas ilegais são compradas e vendidas, transferindo grande parte da atividade de um mercado físico 'on the street' baseado em dinheiro para um mercado online. O comércio online de drogas ilegais precisava de duas coisas fundamentais para decolar. Uma é uma plataforma de comunicações anônimas, fornecida pela darknet e sustentada pelo TOR (um protocolo de comunicações anônimas). E a segunda peça importante era uma maneira anônima ou privada de fazer pagamentos digitais que era difícil de rastrear pelas autoridades. Esse é o papel que as criptomoedas tiveram. Portanto, eles são parte integrante do comércio on-line de drogas. ”