O ex-assessor de Trump, Steve Bannon, chama a cripto de

Stephen Bannon, co-fundador da Breitbart News e ex-estrategista-chefe dos EUA. A administração do presidente Donald Trump, está planejando entrar no mundo da criptomoeda os relatou o New York Times hoje, 14 de junho.

O New York Times relata que Bannon está planejando sua incursão no mundo das moedas digitais e das Ofertas Iniciais de Moeda (ICO). De acordo com o Times, Bannon realizou reuniões privadas com investidores cripto e gerentes de fundos de hedge sobre a possibilidade de emitir uma ICO através de sua empresa de investimentos, a Bannon & Company.

No entanto, Bannon disse ao New York Times que ele não seria específico sobre seus planos cripto, pois vincular sua reputação construtiva a projetos poderia prejudicar suas chances de sucesso.

Bannon - que o Times reporta ter uma “boa participação” em Bitcoin (BTC) - dirigiu o canal de mídia Breitbart News até o final de janeiro deste ano. Ele também serviu na administração Trump até sua demissão em agosto de 2017, supostamente devido a seus comentários críticos sobre o presidente no livro Fire and Fury, de Michael Wolff.

Bannon supostamente começou a se interessar pela esfera cripto através do ex-ator infantil que se tornou um empresário cripto, Brock Pierce, quando Bannon estava trabalhando como vice-presidente da empresa de jogos de Pierce. Bannon disse ao New York Times que foi seu trabalho com a campanha Trump que o impediu de se envolver com Pierce e criptomedas em 2016.

Timothy Lewis, co-fundador do fundo cripto hedge, Ikigai, disse ao New York Times que ficou "impressionado" com o conhecimento de tecnologia de criptomoedas de Bannon quando se reuniu com ele no mês passado para falar sobre as regulamentações governamentais de cripto e de ICO:

"Eu não sabia o que esperar entrando nisso, mas ele tinha claramente feito sua lição de casa."

De acordo com o New York Times, Bannon já havia tido a ideia de criar sua própria criptomoeda na primavera em Harvard, apelidada de "moeda deplorável" em uma homenagem à referência de Hillary Clinton aos defensores de Trump como uma "cesta de deploráveis".

Bannon também havia elogiado o uso de criptomoedas para ajudar o movimento europeu contra as ordens estabelecidas durante uma palestra em março em Zurique.

O atual interesse de Bannon pela criptomoeda aborda a possibilidade de os países criarem suas próprias criptomoedas com base em sua riqueza nacional, trazendo o exemplo de uma moeda digital italiana apoiada pelos depósitos de mármore do país:

"Era bastante óbvio para mim que, a menos que você tivesse algum controle sobre sua moeda, todos esses movimentos políticos seriam devidos a quem controlasse a moeda".

Bannon também acredita que a cripto pode dar poder aos cidadãos que os bancos centrais roubam “depreciando sua moeda” e tornando os cidadãos “escravos da dívida”:

“Controle da moeda é o controle de tudo (...) É populismo disruptivo. Ele assume o controle das autoridades centrais. É revolucionário.