Antigo chefe do Barclays: Bancos podem ficar para trás ba adoção do Blockchain

O antigo CEO do Barclays, Antony Jenkins, afirmou que os principais protagonistas do setor bancário poderiam ser deixados para trás na adoção de novas inovações financeiras, como a tecnologia Blockchain. Ele afirma que os bancos geralmente são bons inovadores, mas não são tão rápidos quanto os outsiders na adoção de inovações para aplicações comerciais.

De acordo com Jenkins, os bancos lutam quando se trata de transformar suas operações e são as principais empresas de tecnologia e as start-ups de tecnologia financeira que dominam a referida área.

"Eu acho que o que vemos em todas as indústrias, especialmente nos serviços financeiros, é que os operadores históricos (bancos) tendem a ser bastante bons na inovação - eles investem muitos recursos nisso - e então a transformação é muito mais difícil para eles. Se você olhar para todo o trabalho interessante sobre a transformação, ele está realmente saindo das mãos dos grandes operadores históricos. E os próprios operadores estão começando a perceber isso".

Estado das novas adoções tecnológicas no setor bancário e outras indústrias

Em seu relatório divulgado no final de agosto de 2017, o World Economic Forum afirmou que os bancos estavam muito atrás das principais empresas de tecnologia no desenvolvimento de tecnologias como a computação em nuvem, inteligência artificial (IA) e grandes análises de dados.

Enquanto isso, a empresa de tecnologia IBM anunciou que está permitindo que grandes empresas de alimentos como Nestlé, Unilever e WalMart utilizem suas redes Blockchain para o rastreamento de dados sobre a origem, condição e movimento de alimentos.

Potenciais benefícios do Blockchain nos bancos

De acordo com Jenkins, o uso do Blockchain ou da tecnologia de livro-razão distribuída no setor bancário pode resultar na emissão de hipotecas e crédito aos clientes em questão de minutos.

"Ao longo do tempo, o que você poderia ver, por exemplo, é uma hipoteca concedida em 10 minutos, você poderia ver uma carta de crédito concedida em dois minutos, esses tipos de coisas".