Gigante da tecnologia de alimentos, Bühler anuncia ferramentas "Blockchain-Ready" para combater salmonela e E. Coli

A gigante suíça de tecnologia de alimentos Bühler lançou dois produtos de segurança alimentar que podem integrar o estande blockchain da Microsoft no evento industrial Hannover Messe, na Alemanha, em abril. A empresa divulgou a notícia em um comunicado publicado nesta segunda-feira, dia 1°.

Os produtos chamados “blockchain-ready” apresentados pela empresa são uma ferramenta que visa reduzir a contaminação microbiana em produtos secos, batizados de Laatu e Tubex Pro, um sistema de escala que otimiza e produz um fluxo constante de dados de produção. Ambas as soluções estão conectadas ao serviço de Internet of Things da Bühler Insights, hospedado na platforma de nuvem Azure da Microsoft.

A empresa alega que o Laatu é capaz de destruir mais de 99,999% das salmonelas, mantendo o valor nutricional dos alimentos secos pela exposição a elétrons de baixa energia. O sistema também é eficaz em bactérias E.coli, esporos e à exposição de apenas milissegundos. Como observa o comunicado, “com um potencial link para a blockchain, o Laatu é capaz de fornecer uma trilha de auditoria precisa e segura para os produtores de alimentos e todos os players da cadeia de suprimentos.”

Com o lançamento, o Tubex Pro otimiza seu algoritmo de medição e envia dados para a plataforma Bühler Insights em tempo real. Segundo a empresa, os dados gerados por ambos os sistemas podem ser ligados a uma blockchain para fornecer uma trilha de auditoria transparente e segura para todos os envolvidos na cadeia de suprimentos.

Nicolas Meneses, gerente do projeto Laatu na Bühler, observou que os dados armazenados na blockchain não permitem apenas a verificação de que o alimento foi descontaminado dentro do sistema da empresa:

“Usando a blockchain você pode ver se um ingrediente alimentar foi processado corretamente em segundos - ao invés de ver em dias - e com um alto grau de certeza. Você pode então agir rapidamente. Isso ajuda a reduzir o número de pessoas expostas a alimentos potencialmente inseguros e também a reduzir o desperdício de alimentos, já que o lote específico pode ser rastreado.”

O Grupo Bühler é uma multinacional fundada em 1860 e operando atualmente em 140 países. A empresa registrou uma receita anual de cerca de 3,3 bilhões de francos suíços (US$ 3,3 bilhões) em 2018.

No comunicado desta semana, a empresa afirma que suas máquinas processam atualmente 70% do chocolate do mundo, 65% dos grãos do mundo e 30% do arroz e leguminosas do mundo.

Como informado pelo Cointelegraph na semana passada, o Coffee Board da Índia lançou um marketplace piloto baseado em blockchain a fim de integrar os cafeicultores aos mercados.

Também durante a semana passada, foi divulgada a notícia de que a marca de uísque escocês Ailsa Bay está prestes a lançar o que acredita ser o primeiro uísque escocês do mundo rastreado por um sistema baseado em blockchain.