Conselho de Estabilidade Financeira: 'stablecoins podem trazer desafios regulatórios’

Randall Quarles, presidente do Conselho de Estabilidade Financeira (FSB), afirmou que a disseminação das stablecoins como o Libra do Facebook podem trazer "desafios regulatórios" futuros.

Quarles deu a declaração durante uma apresentação no European Banking Summit, na Bélgita, em 3 de outubro.

FSB lidera os trabalhos do G20 sobre stablecoins

Quarles destacou especificamente a aguardada stablecoin Libra como catalisadora do aumento significativo do interesse público sobre o assunto. Isso poderia trazer uma nova escala e projeção para a indústria, algo que os reguladores financeiros deve considerar com cuidado. Quarles declarou:

“Embora exista um pequeno risco para a estabilidade financeira hoje, não há dúvida de que a escala potencial de stablecoins e outros criptoativos ainda por surgir podem representar trazer regulatórios.”

Atualmente, o G7 está concluindo uma investigação preliminar sobre as stablecoins, e o G20 pediu ao FSB para liderar esta iniciativa no futuro.

FSB muda da abordagem reativa para uma proativa

O FSB, como o Bitcoin, foi criado após o colapso financeiro global de 2008, com o objetivo de implementar padrões que garantissem que os mesmos erros não se repetissem.

10 anos depois, o conselho hoje acredita que as reformas introduzidas levaram a um sistema financeiro global mais forte e resiliente, o que reduzirá a probabilidade e a gravidade de possíveis crises futuras.

O Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Estados Unidos também teria solicitado que o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, desse seu testemunho sobre Libra até janeiro de 2020.