Plataforma de cripto Fidelity chega à fase de "testes finais"

A gigante norte-americana de serviços financeiros Fidelity informou que sua plataforma de negociação e custódia de criptomoedas está nos “períodos finais de testes e refinamento de processos” em um post no Medium de 31 de janeiro.

De acordo com o anúncio, a empresa atualmente fornece serviços para um pequeno e seleto grupo de clientes enquanto continua a preparar a infraestrutura da plataforma. A empresa afirma:

"Nossos primeiros clientes são uma parte importante de nossos testes finais e processos de refinamento, o que eventualmente nos permitirá fornecer esses serviços a um conjunto mais amplo de instituições que se qualifiquem para tal."

A Fidelity anunciou o desenvolvimento de uma plataforma de cripto com o lançamento de uma nova empresa, a Fidelity Digital Asset Services, em outubro de 2018. A Fidelity afirmou que a nova empresa oferecerá serviços de custódia e execução comercial de ativos digitais, visando investidores institucionais como “fundos de cobertura, escritórios familiares e intermediários de mercado”, e não será, por enquanto, aberto a investidores de varejo.

No anúncio de hoje, a Fidelity observa que sua equipe de desenvolvimento tem trabalhado com auditores para garantir a conformidade regulatória e "adaptar os processos operacionais existentes" à nova plataforma orientada para a criptomoeda.

Os serviços de custódia são comuns no setor financeiro tradicional e oferecem aos investidores um local para armazenar ativos como dinheiro, valores mobiliários e commodities, como ouro e diamantes, para que não sejam perdidos ou roubados. Os serviços de custódia diferem dos bancos pois não possuem permissão para usar os ativos armazenados para seu próprio benefício. Grandes empresas como JPMorgan, BNY Mellon e Northern Trust oferecem serviços de custódia.

No início desta semana, fontes não identificadas disseram à Bloomberg que o serviço de cripto poderia ser lançado em março de 2019.